Romu acabou com a farra na casa de Júlio César

Agora Litoral
Um homem foi preso pela Guarda Civil Municipal (GCM), na noite de terça-feira, 19, acusado de envolvimento com o tráfico de drogas no bairro Parque Agari, em Paranaguá. Na ação foram apreendidas porções de cocaína e maconha, além de balanças de precisão, munições de arma de fogo, duas motocicletas e outros objetos.

A ação teve início por volta das 21h30, quando duas equipes da Romu (Ronda Ostensiva Tático Móvel), que estavam em patrulhamento de rotina pelo bairro, ao chegarem na Rua México suspeitaram de uma movimentação de pessoas em frente à  uma residência. Instantes depois, ao abordarem um dos indivíduos que havia saído da moradia, os agentes descobriram que o local era ponto de comércio de entorpecentes.

Imediatamente os guardas civis foram até a residência e encontraram Júlio César de Souza Martins, de 33 anos, e outro homem de 30, na cozinha, fazendo uso do entorpecente. Durante a abordagem, Júlio César se identificou como morador na residência, a qual, segundo ele, era alugada.

Na sequência, ao ser feita uma busca no interior da casa os agentes encontraram 17 invólucros de cocaína, que totalizaram 83 gramas, além de três pedaços de maconha, que pesaram 56 gramas. Também foram encontradas seis munições calibre 38, duas balanças de precisão, máquina de cartão de crédito, caderneta com anotações da venda das substâncias, além de uma touca balaclava (ninja) e R$ 513 em dinheiro miúdo.

Tinha caderneta com anotações das vendas e até máquina de cartão de crédito

Na ação, ainda foram apreendidos aparelho notebook, celulares e duas motocicletas que estavam na casa e Júlio César não soube informar a procedência. Ao ser questionado sobre tudo que foi encontrado, o suspeito teria assumido a propriedade e confessado que comercializava drogas no local.

Os dois suspeitos acabaram encaminhados à 1.ª SDP, junto com tudo que foi apreendido, sendo Júlio César autuado em flagrante por tráfico de drogas e posse irregular de munição de arma de fogo, ficando recolhido na carceragem local à disposição da Justiça. O outro detido foi ouvido como testemunha e liberado.

Dois foram levados pra DP, mas só Júlio César foi autuado em flagrante

>> Deixe sua opinião