Ligue-se a nós

Notícias

FIM DO PEDÁGIO: Forças de segurança atuarão nas rodovias do Paraná

Estratégia do governo foi definida em reunião nesta quarta-feira

Publicado

no

Pedágio acaba nesta semana (Foto: Geraldo Bubniak/AEN)

Assim que terminarem as concessões de pedágio às 23h59 de sexta-feira (26), em 14 praças, e de sábado (27), nas outras 13, as equipes da segurança pública do Paraná entrarão em ação para apoiar a Polícia Rodoviária Federal.

Policiais militares, rodoviários e bombeiros – com o suporte de equipes da Saúde, Polícia Civil, Polícia Científica e da Defesa Civil – serão os responsáveis pela operacionalização, de forma emergencial, de parte dos serviços que até então eram exercidos pelas concessionárias.

Para alinhar todo esse trabalho, representantes da Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal, Corpo de Bombeiros, Departamento de Estradas de Rodagem (DER/PR), Polícia Civil, Polícia Científica, Defesa Civil e o Departamento Penitenciário do Paraná (Depen) se reuniram, nesta quarta-feira (24), na sede da Secretaria de Estado da Segurança Pública.

O objetivo foi ajustar as operações de guinchos mecânicos, ambulâncias, inspeção de tráfego, atendimentos em casos de acidentes ou paralisação das pistas, canalização de fluxo nas praças de pedágio, entre outros serviços. Eles serão prestados nos 2,5 mil quilômetros de rodovias estaduais e federais que compõem o Anel de Integração, até o início das novas concessões.

“Estamos fechando esse planejamento, com todas as forças e secretarias integradas. O reforço dos serviços e o planejamento já estão consolidados. A partir de sábado e domingo, vamos substituir as concessionárias, pelo tempo necessário, na execução desses serviços”, afirmou o secretário estadual da Segurança Pública, Romulo Marinho Soares. “Com essa integração, vamos conseguir dar uma pronta resposta à sociedade, em um trabalho que envolve tanto a área federal como a estadual”, completou.Coronel Marinho coordenou reunião

REFORÇO – Haverá um reforço no efetivo de todas as forças. No caso da Polícia Rodoviária Federal, também está previsto o aumento de equipes, podendo chegar a uma ampliação de 100% do efetivo nos pontos mais críticos.

“Teremos uma primeira etapa, até o dia 9 de dezembro, em que haverá um reforço variável de cerca de 50% e, em alguns locais, de 100% de efetivo. A partir de 10 de dezembro, em uma segunda etapa, o reforço será em locais e momentos específicos conforme os indicadores de fluxo de veículos, ocorrência de acidentes de trânsito e demais ocorrências”, explicou o chefe de Operação da PRF no Paraná, Elton Scremin.

GUINCHOS – Neste primeiro momento, de forma emergencial, a remoção dos veículos para desobstrução das pistas em casos de acidentes será feita pelos guinchos da Polícia Militar. O DER/PR já lançou um edital para contratação dos serviços de guincho leve e pesado, que estarão disponíveis em todas as rodovias do Anel de Integração pelo período de um ano.

“Faremos o que é atribuição do Estado, que é a segurança pública e a prestação de serviços para a coletividade. Iremos até o local para socorro das vítimas, para retirar os veículos de locais de risco e fazer o levantamento de acidentes. O deslocamento dos veículos sinistrados será por conta dos motoristas, através dos seus seguros ou pela contratação de guinchos terceirizados”, explicou o comandante-geral da PMPR, coronel Hudson Leôncio Teixeira.

Quando a situação é de falha elétrica ou mecânica do veículo, a responsabilidade pela remoção será do usuário. A PRF está com uma campanha em suas redes sociais para orientar os motoristas sobre os procedimentos de sinalização para esses casos.

“Alguns serviços que eram prestados pelas concessionárias serão interrompidos. Em acidentes leves, que não tenham vítimas, o motorista pode retirar o veículo da pista e sinalizar, podendo entrar em contato com a PRF para tirar dúvidas quanto ao procedimento”, explicou Maciel Junior, da comunicação social da PRF.

“Tem atitudes que o usuário pode tomar, não precisa esperar alguém acompanhá-lo para retirar o carro da rodovia e sinalizar com o triângulo. Essa campanha ensina como fazer essa sinalização, para relembrar os conhecimentos que ele teve quando tirou a habilitação”, disse.Praças serão desativadas (Foto: Gilson Abreu/AEN)

AMBULÂNCIAS – O Corpo de Bombeiros sempre atuou no atendimento pré-hospitalar das vítimas de acidentes rodoviários, com a mobilização das ambulâncias do Siate. Esse trabalho será reforçado tanto com a ampliação do efetivo, como também com a participação da Secretaria de Estado da Saúde, com a inclusão das bases do Samu nesse atendimento.

Ao todo, serão 35 bases de atendimentos – 14 do Corpo de Bombeiros (Siate) e 19 do Samu – com cobertura de toda a malha rodoviária. “O Corpo de Bombeiros sempre atuou nas rodovias auxiliando as concessionárias. A diferença é que agora vamos absorver as demandas que elas recebiam pelo 0800 e atuar juntamente com o Samu”, destacou o comandante do Corpo de Bombeiros do Paraná, coronel Manoel Vasco de Figueiredo Júnior.

“Para isso, vamos aumentar o efetivo das ambulâncias e dos ABTRs (Auto Bomba Tanque e Resgate), para caso de vítimas enclausuradas. Quando houver incêndios nas margens que possam ocasionar acidentes, vamos manter o trabalho que sempre fizemos”, disse.

OUTRAS FORÇAS – A Defesa Civil Estadual manterá o trabalho que já desenvolvia junto às concessionárias, em casos de acidentes com cargas perigosas ou interrupção das pistas em casos de desmoronamentos e outros desastres.

A Polícia Civil dará prioridade às demandas dos policiais rodoviários em casos, por exemplo, de flagrantes que sejam levados às delegacias, para liberar o agente para retomar o policiamento nas vias. Já a Polícia Científica também ganhará reforço para celeridade em casos de acidentes com vítimas fatais, que demandam atendimento do Instituto Médico Legal (IML).

Clique para comentar

Deixe seu comentário!

Notícias

Unespar divulga lista de aprovados no vestibular 2022

Matrículas acontecerão nos dias 6 e 7 de dezembro, de forma online.

Publicado

no

Por

A Universidade Estadual do Paraná (Unespar), divulgou nesta terça-feira (30/11), a lista de aprovados em primeira chamada no Vestibular 2022. As matrículas acontecerão entre os dias 6 e 7 de dezembro, de forma online mediante preenchimento do requerimento de matrícula, disponível AQUI.

Neste ano o Vestibular 2022 aconteceu de forma remota e sem etapas presenciais, por meio de dois métodos de ingresso:

  • Média final (nota) do Concurso Vestibular da Unespar, das edições de 2018, ou 2019, ou 2020;
  • Média final (nota) do Exame Nacional do Ensino Médio – ENEM, das edições de 2015, ou 2016, ou 2017, ou 2018, ou 2019, ou 2020.

Próximas chamadas

Fique atento/a para as próximas datas de divulgação de edital:

Edital de segunda chamada – 10/12/2021

Edital de terceira chamada – 20/12/2021

A instituição informa ainda, que abrirá vagas para ingresso, por meio do SiSU, com a nota do Enem 2021.

Acesse a lista de aprovados AQUI.

Da Unespar

Continuar Lendo

Notícias

Plenário do TSE mantém prefeito de Paranaguá no cargo

Maioria dos ministros negou recurso que pedia a cassação do registro de candidatura dele

Publicado

no

Por

Decisão manteve Marcelo no cargo

Na sessão de julgamentos desta terça-feira (30/11), o Plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) negou, por maioria, provimento a recurso apresentado pela coligação Nova Paranaguá e pelo candidato Aramis Nascimento (DEM), o “Pichaco”, e manteve o registro de candidatura do atual prefeito de Paranaguá, Marcelo Roque (Pode).

Os autores do recurso alegavam que Marcelo Roque não poderia assumir o cargo, em virtude de essa situação configurar o terceiro mandato consecutivo do mesmo grupo familiar.

Em 2012, o pai de Marcelo Roque havia sido prefeito da cidade, mas faleceu seis meses após assumir o cargo. Na eleição seguinte, em 2016, Marcelo foi eleito para conduzir a prefeitura. E, em 2020, foi reeleito para o cargo.

Ao julgar o caso, o Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR) julgou improcedentes as Ações de Impugnação ao Registro de Candidatura e deferiu o registro de Marcelo Roque ao cargo, que assumiu a gestão do Executivo da cidade-mãe do Paraná.

De acordo com o relator do processo, ministro Sérgio Banhos, a eleição do candidato no pleito de 2016 não materializou a permanência do respectivo grupo familiar no poder e, dessa forma, não pode ser caracterizado um terceiro mandato consecutivo.

“A Corte Regional agiu corretamente ao reconhecer que, nas últimas eleições municipais, o candidato conquistou o seu primeiro mandato, podendo, em consequência, ser reeleito para o período subsequente, o atual, de 2021 a 2024”, afirmou.

Acompanhando o relator, o ministro Alexandre de Moraes, que havia pedido vista do processo, ressaltou ainda que, com a morte do pai ex-prefeito, houve um “rompimento do vínculo familiar para fins da incidência da inelegibilidade, afastando, nesse caso, esse precedente relacionado ao parentesco”.

Divergência
Único a divergir do relator, o ministro Carlos Horbach deu provimento ao recurso, manifestando o entendimento de que o registro de candidatura de Roque deveria ser indeferido, porque o vínculo do pai com o filho não teria sido afastado pela morte.

Do TSE
Continuar Lendo

Notícias

Mega-Sena pode pagar R$ 12 milhões nesta quarta-feira

Sorteio acontece às 20h, com transmissão ao vivo.

Publicado

no

Por

A Mega-Sena pode pagar um prêmio de R$ 12 milhões nesta quarta-feira (1º/12). O sorteio do concurso 2433 será realizado às 20h, no Espaço Loterias Caixa, em São Paulo, com transmissão ao vivo pelo canal da Caixa no Youtube e também pela página oficial da Caixa no Facebook.

Como apostar – As apostas podem ser feitas até às 19h (horário de Brasília), em qualquer lotérica do país ou pela internet, no site da Caixa Econômica Federal – acessível por celular, computador ou outros dispositivos. Para realizar as apostas pela internet é necessário realizar um cadastro e ser maior de idade (18 anos ou mais). O valor da aposta mínima é de R$ 4,50.

Continuar Lendo
Anúncio
error: Cópia proibida.