Ligue-se a nós

Notícias

Falsa vacina contra covid-19 é vendida a R$ 50 no Rio de Janeiro

Fraude é vendida por camelôs na zona norte da capital fluminense

Publicado

no

Uma versão falsificada da vacina contra a covid-19 já começou a ser vendida no comércio informal do Rio de Janeiro. Com preço de R$ 50, o falso imunizante está à venda nos camelôs de Madureira, zona norte da capital. E por R$ 10 a mais o comprador já sai vacinado. A aplicação é feita pelo próprio camelô.

O anúncio da venda foi publicado em redes sociais e viralizou em todo o país. No entanto, ainda não há vacina para a doença no Brasil. Além disso, ainda não há informações sobre a eficácia da fraude oferecida pelo comércio informal fluminense, nem mesmo sobre as possíveis reações à aplicação.

As vacinas desenvolvidas até o momento estão em fase de estudos e pedido de aprovação por parte da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

A previsão do Governo Federal é iniciar a aplicação nos próximos meses.

Deixe seu comentário!

Notícias

Covid-19: Secretaria de Saúde do Paraná alerta sobre variante mais transmissível

Nova variante já identificada em Manaus possui duas mutações

Publicado

no

Por

A Secretaria de Saúde do Paraná (Sesa) divulgou nesta segunda-feira (25), um alerta sobre a nova variante da Covid-19, que de acordo com pesquisas é mais transmissível. Segundo a Anvisa, a identificação de nova variante se deu por meio de sequenciamento genômico viral, após ser observado aumento de mais de três vezes na taxa de notificação de casos no Reino Unido, em uma única semana, no mês de dezembro.

Resultados preliminares de estudos sugerem que a variante é significativamente mais transmissível, com um aumento estimado de até 70%.

A Nota Orientativa nº 01/2021, que especifica procedimentos relacionados ao novo coronavírus, informa que “devido ao alto poder de transmissão da variante, ressalta-se a importância das medidas de controle e prevenção da disseminação do vírus já estabelecidas, destacando a quarentena para pessoas procedentes de locais de risco”.

A Nota Orientativa apresenta medidas para prevenção da disseminação de variantes do SARS-CoV-2; são recomendações aprovadas pelo Centro de Operações de Emergências (COE da Secretaria de Estado da Saúde do Paraná) com o objetivo de informar profissionais sobre estas ocorrências.

Especial atenção deve ser dada à investigação clínica de pacientes suspeitos de Covid-19, com histórico de viagem ao exterior e/ou ao território nacional nos últimos 14 dias.

A nova variante já identificada em Manaus possui duas mutações. Outras variantes também foram identificadas na África do Sul e na cidade do Rio de Janeiro.

“O Paraná está atento a estes casos, alertando e orientando os profissionais que atuam na área da saúde, principalmente em relação à busca de informações sobre procedência do paciente que busca os serviços de saúde; são dados fundamentais e que devem constar na ficha de investigação epidemiológica dos Sistemas de Informação Notifica Covid-19”, informou o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.

Assim que o paciente é identificado como vindo de áreas onde a variante está circulando deve ser encaminhado para coleta de amostras, que são feitas separadamente e enviadas ao Laboratório da Fiocruz, no Rio de Janeiro.

Prevenção – Além de orientar sobre a investigação, a Nota Orientativa trata também das medidas de prevenção e controle da disseminação da variante genética do SARS-CoV-2, indicando condutas a serem tomadas junto a pacientes sintomáticos, assintomáticos, hospitalizados com Síndrome Respiratória Aguda Grave, contatos domiciliares e contatos próximos.

O documento ressalta ainda orientações relacionadas à prevenção que devem ser adotadas nos ambientes de trabalho. De acordo com a Nota, as empresas devem “monitorar, diariamente, a condição de saúde dos trabalhadores que se deslocam para áreas consideradas de risco para a circulação da variante”.

“As empresas devem ter protocolo para testagem e isolamento de todos os trabalhadores e visitantes viajantes brasileiros ou estrangeiros que retornarão à empresa. Estes devem apresentar teste RT-PCR negativo antes de voltar ao trabalho”.

Fonte: Sesa
Continuar Lendo

Notícias

Transferência de 213 detentos alivia ocupação de carceragens no Litoral

Depen também monitorou 126 pessoas com tornozeleira eletrônica

Publicado

no

Por

Foto: PCPR

O Departamento Penitenciário do Paraná (Depen) transferiu 213 detentos de carceragens do Litoral, em um mês da operação Verão Consciente 2020/2021, de acordo com balanço divulgado nesta segunda-feira (25). Dessa forma, delegacias e cadeias foram mantidas com número baixo de presos, para dar mais segurança aos servidores e, principalmente, aos moradores e veranistas.

As movimentações e transferências foram feitas para unidades do Sistema Prisional de Curitiba, capital do Paraná, e cidades da Região Metropolitana. Todas as remoções tiveram apoio das polícias Civil e Militar, para garantir a segurança dos servidores, da comunidade e, também, dos custodiados.

Para o diretor-geral do Departamento Penitenciário do Paraná, Francisco Caricati, a participação da instituição na operação Verão Consciente traz resultados. “Nós temos conseguido uma certa estabilidade, um escoamento tranquilo de presos do litoral para Curitiba e outras unidades. Isso tudo facilita a gestão de novos detentos na região”, destacou.

VIGIADOS – Durante a alta temporada, o posto avançado da Central de Monitoramento Eletrônico, do Depen, cumpriu mandados judiciais para instalações e retiradas de tornozeleiras eletrônicas: no primeiro mês de Verão Consciente foram instalados 136 equipamentos e outros 45 retirados. Nesse período, 126 tornozeleiras eletrônicas foram monitoradas na região litorânea do estado.

“O Departamento Penitenciário disponibilizou, durante este primeiro mês de Verão Consciente, a logística necessária para todos esses trabalhos, bem como contou com servidores capacitados para atender, com efetividade e de forma integrada com as demais forças de segurança, as demandas no litoral do Paraná durante toda a temporada de verão”, explicou o coordenador do Verão Consciente pelo Depen, Josielson Fabrício.

VISTORIAS – Além das movimentações de presos, as equipes do Departamento Penitenciário ainda têm feito operações de revista e vistoria nas unidades prisionais do litoral. Essas vistorias contribuem para garantir a segurança dentro do sistema prisional, de acordo com o Depen.

Cerca de 70 policiais penais se revezaram ao longo desse primeiro mês de trabalho no Verão Consciente no litoral do Paraná. Ao todo, 12 viaturas do Depen estão à disposição das equipes. A instituição continua com o trabalho reforçado na região até o fim da operação, prevista para continuar até 1º de março.

Da AEN
Continuar Lendo

Notícias

COVID-19: Mais quatro óbitos e 20 casos confirmados no Litoral

Paraná soma 521.823 casos, 384.557 recuperados e 9.433 mortos pela doença

Publicado

no

Por

O Litoral do Paraná confirmou mais quatro óbitos e 20 casos novos de Covid-19 nesta segunda-feira (25). Os dados estão no informe epidemiológico da Secretaria do Estado da Saúde (SESA).

Os óbitos de hoje foram de dois moradores de Morretes, um de Guaratuba e um de Paranaguá.

Os novos casos: Paranaguá (11); Guaratuba (5) e Antonina (4).

A região litorânea acumula 17.611 casos e 320 óbitos em decorrência da infecção provocada pelo novo coronavírus.

CASOS POR CIDADE – Paranaguá (10.418); Guaratuba (2.047); Antonina (1.394); Pontal (1.225); Matinhos (1.182); Morretes (1.152) e Guaraqueçaba (193).

ÓBITOS – As sete cidades somam 320 mortos pela Covid-19: 159 em Paranaguá; 42 em Guaratuba; 34 em Antonina; 28 em Matinhos; 27 em Pontal; 26 em Morretes e 4 Guaraqueçaba.

RECUPERADOS – Ao todo, 11.600 litorâneos já teriam se recuperado da doença, segundo a SESA.

O Paraná soma 521.823 casos, 384.557 recuperados e 9.433 mortos pela doença

BOLETIM DA SESA
Continuar Lendo
Anúncio
error: Cópia proibida.