Ligue-se a nós

Notícias

Dois grupos de Paranaguá atuavam na remessa de cocaína para o exterior

Logística envolvia caminhoneiros, empresas e até funcionários do TCP

Publicado

no

As investigações da Polícia Federal e Receita Federal que culminaram na deflagração da Operação Enterprise, na segunda-feira (23), contra o tráfico internacional de cocaína e lavagem de dinheiro, demonstraram que na cidade de Paranaguá, no Litoral do Paraná, dois grupos atuavam na logística para armazenagem e envio da droga pelo porto da cidade.

O esquema envolvia o transporte de cocaína, de São Paulo para Paranaguá, através de caminhoneiros cooptados pela organização criminosa, a estocagem em galpões e a colocação da droga em contêineres, que contava com apoio de dois funcionários do Terminal de Contêineres de Paranaguá-TCP.

O líder da quadrilha, Sergio Roberto de Carvalho, ex-major da Polícia Militar, vinculado a diversos crimes, principalmente o tráfico internacional de drogas, estaria em algum país da Europa e ainda está sendo procurado.

Sergio Roberto, conhecido como “Paul Wouter”, comandaria o que foi denominado pela Polícia Federal como “a maior e mais estruturada organização criminosa especializada em exportações de carregamentos de cocaína para a Europa”.

Contudo, o esquema liderado por Sergio Roberto, que tinha seis subgrupos distribuídos pelo Brasil, não se limitava ao tráfico de cocaína. As investigações apontaram que ele era responsável também pela lavagem do dinheiro ilegal, homicídios e outros crimes.

Paranaguá tinha dois subgrupos da organização

O minucioso trabalho investigatório da Polícia Federal – que iniciou após a apreensão pela Receita Federal de 776 quilos de cocaína, em setembro de 2017, no porto de Paranaguá – comprovou a existência de dois subgrupos da organização criminosa na maior cidade do litoral paranaense.

Esses núcleos, cujos líderes foram presos na “Operação Enterprise”, atuavam de forma coordenada na exportação de carregamentos de cocaína para vários países da Europa. E os métodos eram diversos: desde a ocultação em contêineres com o método “rip-on/rip-off” (quando a droga é inserida na carga sem o conhecimento dos exportadores e importadores), até a ocultação em cargas e máquinas.

LÍDERES

As lideranças desses dois sub-grupos (o primeiro comandado por Marcio Luiz Cristo, o “Honda” e Luiz Carlos Bonzato Sgarioni, o “Luka”, e o segundo por Jorge Santos Zela, o “Zoio”) atuavam sob o comando de Sergio Roberto Carvalho e eram responsáveis por cooptar caminhoneiros, organizar a vinda da cocaína para Paranaguá, providenciar locais para armazenagem e a colocação da droga em contêineres, além de procurar formas de lavar o dinheiro ilícito obtido com o tráfico.

Outra característica dos subgrupos que atuavam em Paranaguá era a agressividade. As investigações constataram que eles foram responsáveis por assassinatos brutais de desafetos, subordinados e testemunhas. Tudo para manter como prioritários os interesses da organização criminosa.

Entre os homicídios comprovados pela Polícia Federal feitos pelos comandados de Sergio Roberto Carvalho em Paranaguá destacam-se os de Reginaldo Bergamaski, o “Evoque”, morto com tiros de fuzil e pistola 9mm em 25 de março de 2019 no bairro Uberaba, em Curitiba; e dos irmãos de Paranaguá: Emerson Pereira, o “Mestre”, e Enderson Albini Pereira na cidade de Piraquara, em 16 de maio de 2018. Os irmãos foram executados a tiros dentro de uma van.

NOTÍCIA RELACIONADA

Irmãos de Paranaguá executados a tiros dentro de uma van em Piraquara

Balanço da Operação Enterprise

A Polícia Federal divulgou o balanço da Operação Enterprise, deflagrada na última segunda-feira (23) com o objetivo combater a lavagem de dinheiro do tráfico internacional de drogas.

Foram expedidas 215 ordens judiciais, sendo 66 mandados de prisão preventiva e 149 de busca e apreensão.

Entre prisões, sequestro de bens e apreensões, a Polícia Federal divulga o seguinte balanço da operação:

– Prisões: 40 (37 no Brasil, 1 no Panamá, 1 na Colômbia e 1 na Espanha);

– Drogas apreendidas: 200kg de cocaína;

– Veículos – 61;

– Motocicletas – 5;

– Caminhões – 4;

– Jet-ski – 1.

– Patrimônio bloqueado – em imóveis, carros de luxo, jóias e aeronaves, cerca de R$ 400 milhões. Entre as aeronaves, houve o sequestro de 37. Uma delas, que se encontra na Europa, avaliada em cerca US$ 20 milhões.

Armas de fogo e munições – Foram apreendidas 16 armas de fogo, um simulacro e 507 munições.

Dinheiro – R$ 1.141.002,00, U$ 169.352,00, € 9.000,00 e 1.120 Dirham (moeda dos Emirados Árabes Unidos).

Clique para comentar

Deixe seu comentário!

Notícias

Sesc Saúde Mulher oferta mais de 500 exames para população de Guaraqueçaba

Unidade móvel segue até o dia 26 de novembro com exames gratuitos de mamografias e citopatológicos

Publicado

no

Por

O serviço permanece no local até o dia 26 de novembro.

A unidade móvel Sesc Saúde Mulher – serviço itinerante que oferta gratuitamente exames preventivos de Câncer de Mama e de Colo de Útero beneficiará a população de Guaraqueçaba com os atendimentos do projeto. A ação integra a programação da Campanha Sesc de Prevenção ao Câncer de Mama.

O lançamento com a assinatura do convênio entre o Sesc PR com a Prefeitura de Guaraqueçaba foi na terça-feira (26/10), às 15h. A solenidade ocorreu no Sesc Paranaguá (Rua Domingos Peneda, 947, Estradinha), local onde a unidade móvel está instalada.

O Sesc Saúde Mulher permanece no local até o dia 26 de novembro. No período, devem ser realizados cerca de 500 exames, entre mamografias e preventivos (citopatológicos). As mamografias são voltadas às mulheres de 50 a 69 anos; já os exames preventivos (citopatológicos) de 25 a 64 anos de idade.

Os atendimentos ocorrerão conforme faixa etária e agendamentos prévios. A Secretaria de Saúde de Guaraqueçaba está fazendo os agendamentos e os encaminhamentos das mulheres até a unidade móvel.

Lançada em 2017, a unidade móvel Sesc Saúde Mulher já atendeu a população de 32 municípios, e Guaraqueçaba será contemplada pela primeira vez. Ao total foram 7.331 mamografias, sendo que 96 exames (1,31%) obtiveram resultados com indício de câncer. Outros 6.834 exames citopatológicos também foram realizados, sendo que 43 exames (0,63%) obtiveram resultados com indício de câncer e em 1.058 (15,5%) foram identificadas patologias não cancerígenas que foram encaminhadas para tratamento pelo médico de cada município. Quanto às atividades de Educação em Saúde, foram realizadas até o momento 573 ações educativas, contemplando 15.647 pessoas.

Foto: divulgação SESC

O programa
A Unidade Móvel Saúde Mulher é uma resposta estratégica do Sesc Nacional à elevada incidência de Câncer de Mama e de Colo de Útero no país, e representa um apoio importante ao Programa Nacional de Controle do Câncer de Mama e do Colo do Útero, do Ministério da Saúde. A Unidade facilita o acesso aos exames de rastreamento com objetivo de identificação precoce das doenças, propiciando o diagnóstico na fase inicial, antes de quaisquer sinais e sintomas, simplificando o tratamento e promovendo maior qualidade de vida à população.

O Sesc configura-se hoje como a maior rede privada de assistência à saúde da mulher e prevenção ao Câncer de Mama e de Colo do Útero do Brasil. Ao todo são 25 unidades móveis pelo Brasil, em 22 estados do país.

Para promover o diagnóstico de melhor qualidade e a continuidade na realização de exames complementares e de tratamento gratuito, o Sesc tem parceria com o Hospital de Amor (Barretos – SP) e com o Hospital Erasto Gaertner (Curitiba – PR), referências nacionais no diagnóstico e tratamento da doença.

Com equipamentos de ponta, a estrutura interna da unidade Móvel Saúde Mulher consiste em consultório para realização de exames cito patológicos, sala equipada com mamógrafo digital e banheiro. Conta também com equipamentos multimídia e macro modelos para realização de ações de educação em saúde com escolas e com as comunidades de Guaraqueçaba.

Continuar Lendo

Notícias

Aposta de Pontal do Paraná acerta 14 números da Lotofácil

Duas apostas de SP e uma de Goiás (GO) acertaram os 15 números e cada uma ganhou quase R$ 1,2 milhão.

Publicado

no

Por

Uma aposta de Pontal do Paraná, no Litoral do Estado, acertou 14 números no concurso 2357 da Lotofácil, realizado nesta terça-feira (26/10), em São Paulo, e ganhou R$ 1.732,48.Prêmio principal
Três apostas, sendo duas de São Paulo (SP) e uma de Goiás (GO), acertaram os 15 números do prêmio principal e cada uma recebe R$ 1.192.683,08.

Os números sorteados foram:

01 – 02 – 04 – 06 – 07 – 08 – 09 – 10 – 12 – 13 – 14 – 20 – 23 – 24 – 25

Hoje tem sorteio
O próximo sorteio acontece nesta quarta-feira (27) e pode pagar R$ 1 milhões.

Continuar Lendo

Notícias

Ato Glorioso: PMs salvam bebê engasgado em Paranaguá

Foi no início da manhã desta quarta-feira

Publicado

no

Por

1° CIA da Polícia Militar de Paranaguá

No início da manhã desta quarta-feira (27/10), uma mãe compareceu a 1ª CIA de Polícia Militar de Paranaguá com o filho no colo, um bebê de 11 meses, completamente desfalecido, engasgado com leite materno.

De imediato, o soldado Hage pegou o bebê e iniciou a manobra de Heimlich em revezamento com a soldado Janaína e apoio do aspirante Jean. Mesmo com todos os procedimentos tentados, a criança não retornava.

O soldado Josias então dirigiu a viatura até o Pronto Atendimento mais próximo. No carro foi continuada a manobra de ressuscitamento e ouvido os primeiros sinais de vida do bebê Leonardo.

A criança foi encaminhada ao setor de emergência do Hospital Regional do Litoral, para dar sequência aos procedimentos médicos.MANOBRA DE HEIMLICH
A manobra de Heimlich (tração abdominal) é um procedimento rápido de primeiros socorros para tratar asfixia por obstrução das vias respiratórias superiores por corpo estranho, tipicamente alimentos ou brinquedos.

Continuar Lendo
Anúncio
error: Cópia proibida.