Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
Notícias

Com novidades, recomeça o Paranaense 2018

Jogadores do Coritiba comemoram a conquista da Taça Dionísio Filho, primeiro turno do estadual – Foto: Jonathan Campos/Gazeta

Agora Litoral
O primeiro turno do campeonato paranaense 2018, vencido pelo Coritiba foi “batizado” de Taça Dionísio Filho, uma homenagem, justíssima aliás, a Antônio Dionísio Filho, o Djonga, lateral esquerdo que nas décadas de 70 e 80 vestiu a camisa do Atlético-PR, Esporte Clube Pinheiros, Coritiba, Operário e Cascavel, onde se aposentou dos gramados, mas não da bola.

Nos anos 90 iniciou a carreira como técnico nas categorias de base do Paraná Clube, mas logo trocou a beira do gramado pelo microfone e o futebol paranaense ganhou assim um dos seus mais notáveis comentarista esportivo. Faleceu em 16 de fevereiro de 2015, aos 58 anos, por problemas de saúde causados por danos na vesícula biliar.

Dionísio Filho vestindo a camisa da Seleção Paranaense

Com direito a inscrição de novos atletas para a disputa e após uma semana de folga, o paranaense de 2018 retorna neste sábado (3), com o segundo turno “batizado”, também de maneira justíssima, de Taça Caio Junior, outro grande nome do futebol.

Natural de Cascavel, Luiz Carlos Sarolli, sim, esse era o nome de Caio Junior, foi um atacante que marcou sua história no futebol com dedicação, inteligência, humildade e grande integridade, além é claro, de uma rara habilidade de fazer gols. Foi campeão em quase todos os clubes por onde passou, e olha que ele rodou o mundo. Começou no Grêmio de Porto Alegre em 1980 e encerou a carreira de jogador em 1999, no Rio Branco de Americana, interior de São Paulo.

Assim que parou de jogar, Caio Junior teve uma escolinha de futebol em Curitiba, depois foi comentarista de futebol, e recebeu um convite para treinar os juniores do Paraná Clube. Assim começou a carreira de técnico, com passagens por clubes gigantes do futebol brasileiro e também no exterior.

Caio era o técnico da Chapecoense e foi uma das vítimas fatais da queda do Voo 2933 da Lamia, no dia 29 de novembro de 2016, que transportava o time de Santa Catarina para Medellin, onde disputaria a primeira partida da final da Copa Sul-Americana daquele ano. Além da equipe de Chapecó, a aeronave também levava 21 jornalistas brasileiros que cobririam a partida contra o Atlético Nacional da Colômbia.

Caio Junior, então técnico do Paraná Clube

Fórmula de disputa
Se no primeiro turno, as equipes do grupo A jogaram contra as equipes do grupo B, nesta fase as equipes se enfrentam dentro do grupo em turno único, com as duas melhores de cada grupo classificando-se às semifinais, que serão disputadas em jogo único. Os vencedores de cada grupo disputam a final, também em uma única partida, que define o campeão e segundo finalista do Campeonato Paranaense de 2018. Caso o campeão da Taça Caio Junior também seja o Coritiba, este será declarado campeão paranaense de 2018.

Primeira rodada
A abertura da rodada acontece hoje (3), às 16 horas com o Atlético recebendo o União na Arena da Baixada e segue amanhã com Cianorte X Paraná Clube às 16 horas no Albino Turbay; Londrina X Prudentópolis, também às 16 horas no Estádio do Café; Rio Branco X Toledo, 16 horas na Estradinha; Foz X Cascavel, 16 horas no Estádio do ABC e fechando a primeira rodada da Taça Caio Junior, o Coritiba recebe o Maringá às 17 horas no Major Antônio Couto Pereira (jogo da TV).

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios