Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
EconomiaParanaguá

Ministro assina ordem de serviço para iniciar dragagem em Paranaguá

Foto: Divulgação

Paranaguá, PR
Agora Litoral

O ministro dos Transportes, Maurício Quintella, assinou nesta quinta-feira (02/02) a ordem de serviço para início das obras de dragagem do Porto de Paranaguá (PR). A execução do projeto compreende o aprofundamento do canal de acesso aquaviário, bacia de evolução e berço público do Porto.

O Ministério dos Transportes vai investir um total de R$ 394 milhões nos serviços de dragagem. Na oportunidade, o ministro assinou também a aprovação do Plano de Desenvolvimento e Zoneamento do Porto de Paranaguá.

Para o ministro Quintella, a obra vai propiciar a melhoria da segurança de navegação, evitando a espera das janelas de entrada de navios de grande porte, o que vai ao encontro da meta da autoridade portuária em manter o nível de espera zero. “Além da ampliação de cargas em mais de 10,5 mil toneladas, com o aumento de profundidade em 1,5 metro nos berços, essa dragagem vai impulsionar o crescimento da capacidade portuária do Estado”, explicou o ministro. O prazo previsto para a conclusão da obra é de 11 meses, contrato que será executado pela empresa DTA Engenharia Ltda, que venceu a licitação.

Todos os investimentos em infraestrutura realizados ao longo dos últimos em Paranaguá pela Appa e Governo do Estado, bem como a condução do processo de obtenção de licenciamento da obra, foram essenciais para que o porto recebesse a dragagem de aprofundamento. “Nos preparamos para dar este passo. Já repontencializamos o porto desde seu Pátio de Triagem, suas entradas e balanças, até o cais de atracação, que passou pela sua maior reforma em 80 anos”, disse o secretário de Infraestrutura e Logística, José Richa Filho.

CONTRATO

A dragagem ocorrerá em três áreas que permitem o acesso de navios numa extensão de aproximadamente 45 quilômetros. Ao todo, serão dragados 14,2 milhões de metros cúbicos de areia, quantidade suficiente para encher 15 estádios de futebol como o Maracanã. Todo o processo de obtenção do licenciamento ambiental junto ao Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) foi conduzido pela Appa.

Com a nova dragagem, o canal de acesso ao Porto de Paranaguá, chamado canal da Galheta, passará a ter 16 metros de profundidade. Hoje, o canal possui 15 metros.

A Bacia de Evolução do canal – área utilizada pelos navios para manobra e atracação – ganhará mais dois metros de profundidade com a nova dragagem, passando de 12 para 14 metros. Já as áreas intermediárias, localizadas entre o Canal da Galheta e a Bacia de Evolução, passarão a ter entre 14 e 15 metros de profundidade.

Com o aumento da profundidade em 1,5 metros nos berços, cada navio que atracar no Porto de Paranaguá poderá ter a sua carga ampliada em 10,5 mil toneladas. Isso representa um aumento mensal, apenas no Corredor de Exportação, de 315 mil toneladas que poderão ser carregadas a mais.

O diretor-presidente da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina, Luiz Henrique Dividino, afirmou que o principal benefício da dragagem de aprofundamento é a segurança para a navegação. “A dragagem trará maior segurança para a navegação, independente da maré. Além disso, permitirá promover ganhos de escala para redução do custo Brasil”.

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios