Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
PUBLICIDADE
Paranaguá

Vacina contra meningite será aplicada apenas no posto da Gabriel de Lara

MINISTÉRIO DA SAÚDE DIMINUIU O REPASSE DESDE NOVEMBRO

Agora Litoral
A Secretaria Municipal de Saúde informou que restringiu a aplicação da vacina Meningocócica C apenas para a unidade da Gabriel de Lara, no centro de Paranaguá. A medida vale a partir desta segunda-feira (11), e o atendimento será das 8h às 17h.

A decisão ocorre por conta do baixo número de repasse de doses por parte do Ministério da Saúde, via Secretaria de Estado.

Nesta semana o Departamento de Epidemiologia da Secretaria Municipal de Saúde, responsável pela imunização da população de Paranaguá, recebeu apenas 120 doses. O número não é possível para suprir a demanda de toda a cidade.

“Como não tínhamos estoque resolvemos fazer a aplicação apenas na Gabriel de Lara. Não há condições de distribuirmos para todas as unidades, enquanto a situação não for normalizada”, afirmou a enfermeira Andréa Gomes, responsável pelo departamento.

A secretária municipal de Saúde, Lígia Regina de Campos Cordeiro, lembrou que o problema da redução no fornecimento de doses foi comunicado em novembro de 2018 pelo Ministério da Saúde, por meio de nota informativa.

“Fomos informados de que estava havendo um desabastecimento das doses de Meningocócica C porque o fabricante não tinha capacidade suficiente para fornecimento. Enquanto isso temos que tomar atitudes como restringir a aplicação em apenas um local, para que os pais não fiquem perdendo tempo indo a uma unidade de saúde que não tem a dose. É um problema pelo qual estão passando todos os municípios brasileiros”, lamentou a secretária.

A vacina é indicada para imunização de crianças com idade entre 3 meses e 1 ano. Adultos que não foram protegidos na infância também precisam tomar.

A aplicação previne doenças provocadas pela bactéria Neisseria meningitidis, do sorogrupo C, que pode ser a causa de infecções graves, às vezes até fatais. A vacina é considerada a forma mais eficaz para se proteger contra a doença.

Da Prefeitura  de Paranaguá

LEIA TAMBÉM

Saúde pleiteia aumento das doses de vacina contra meningite

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios