Ligue-se a nós

Paranaguá

Presa dupla que usava réplica de pistola para agredir vítimas

PRISÃO FOI NA NOITE DE SEXTA-FEIRA

Publicado

no

Agora Litoral
Policiais militares prenderam, na noite de sexta-feira, 12, Allifer Diego Santos, de 20 anos, e apreenderam um adolescente de 14 anos, por envolvimento em um crime de roubo consumado e outro tentado na região do Jardim Eldorado, em Paranaguá. Com a dupla foi apreendida uma réplica de pistola, a qual foi usada para agredir as vítimas com coronhadas.

Tudo começou por volta das 22 horas, quando uma mulher de 62 anos acionou a PM relatando que após sair de um colégio e se deslocar para um ponto de ônibus, foi abordada por dois indivíduos em uma bicicleta, que anunciaram o assalto mostrando uma arma de fogo.

A mulher contou que, ao se recusar em entregar o telefone celular, um dos indivíduos lhe acertou uma coronhada na testa e tomou o aparelho. Enquanto os militares atendiam a situação, receberam a informação que havia ocorrido uma tentativa de roubo, na mesma região, em que os autores do delito agiram da mesma forma, agredindo a vítima com coronhadas.

Imediatamente foi feito um cerco na região e uma das equipes policiais abordou Allifer e o menor, que estavam trajando as roupas com as mesmas características dos assaltantes, conforme informado pelas vítimas. Na revista de rotina, os militares encontraram o simulacro de pistola com os suspeitos.

Durante as diligências, os policiais apuraram que a segunda vítima, um rapaz de 20 anos, foi agredido na cabeça ao reagir à ação dos criminosos e precisou ser levado à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) para cuidados médicos.

Simulacro usado para agredir vítimas

Os suspeitos foram conduzidos à 1ª Subdivisão Policial de Paranaguá pelo crime de roubo com resultado de lesão corporal grave. Assim que recebeu alta, o rapaz, vítima do roubo frustrado, compareceu na delegacia e reconheceu Allifer como sendo o suspeito que estava portando a réplica de pistola e que o agrediu com a coronhada.

A mulher também reconheceu os dois suspeitos, que têm endereços na Vila Caic e Porto Seguro.

Deixe seu comentário!

Paranaguá

Rotam apreende quase 5 kg de crack em uma casa no Jardim Iguaçu

Policiais ainda encontraram uma moto, cocaína e um currículo de trabalho

Publicado

no

Por

Droga apreendida pela PM

Policiais militares da Rotam (Rondas Ostensivas Tático Móvel), fizeram a apreensão de quase 5 kg de crack, durante uma abordagem no Jardim Iguaçu, em Paranaguá, na noite de quinta-feira (20).

Tudo começou por volta das 23h30, quando os militares, que estavam em patrulhamento pelo bairro, ao chegarem em um beco na Rua dos Jatobás, avistaram uma mulher com uma mochila nas costas, em frente ao portão aberto de uma residência.

Ao perceber a aproximação da viatura, ela tentou se esconder, chamando assim a atenção dos policiais. Estes, de imediato, desembarcaram da viatura para saber se ela estava precisando de ajuda.

No entanto, a mulher, que estava a uma distância de aproximadamente 50 metros dos policiais, tentou lançar sua mochila para o interior da residência em que ela estava na frente, fugindo, em seguida, tomando rumo ignorado.

MOCHILA
Ao ser verificado o que havia na mochila, os policiais encontraram um tablete de crack. Ainda, no mesmo terreno, foi possível visualizar, na mesa da cozinha da casa, uma balança de precisão e mais quatro tabletes de crack (idênticos ao dispensado pela mulher) e alguns fragmentos menores do mesmo entorpecente, que totalizaram 4,917 quilos da droga.

No mesmo local os militares ainda acharam 25 gramas de cocaína, papel filme e um currículo de trabalho.

Ainda foi encontrada uma motocicleta Yamaha Factor Ybr 125, mas nenhum suspeito foi abordado.

Diante da situação, todo o entorpecente e o restante do que foi apreendido, foram encaminhados ao plantão da 1ª Subdivisão Policial de Paranaguá.

Continuar Lendo

Paranaguá

Mulher é agredida e entrega pés de maconha do ex-marido para a GCM

Homem acabou preso por violência doméstica e posse de entorpecente

Publicado

no

Por

Na tarde desta quinta-feira (20), em Paranaguá, uma mulher de 30 anos procurou a Guarda Civil Municipal para denunciar a agressão que havia sofrido do ex-marido, que tem a mesma idade.

Ela foi até a sede da Academia de Formação e Capacitação da GCM, na Rua Comandante Dídio Costa, no bairro Raia, onde entregou também duas mudas de maconha, cultivadas em garrafas pet, que eram do ex-companheiro.

Por volta das 14h15, a equipe da viatura L01 foi acionada para averiguar a situação e, ao chegar na academia, o agente que se encontrava no local informou sobre a vítima, que tinha ido até lá pedir ajuda, informando que momentos antes havia sido agredida e ameaçada pelo ex-marido.

Quando a viatura chegou ao local, a mulher estava com os pés de maconha que, de acordo com ela, seriam de propriedade do agressor.
MARIA DA PENHA
O homem foi abordado na sequência e acabou preso pelo crime de lesão corporal, conforme previsto na Lei Maria da Penha.

Na sequência, ele foi encaminhado ao plantão da 1ª Subdivisão Policial de Paranaguá para que fossem tomadas as providências necessárias.

As mudas de maconha também foram entregues na delegacia, onde o acusado assumiu a propriedade e irá responder também por posse de entorpecente.

Continuar Lendo

Paranaguá

Rapaz é denunciado por agredir o pai com um pedaço de madeira

Homem tentou impedir que o filho vendesse objetos da casa para manter o vício

Publicado

no

Por

A Polícia Militar foi acionada no início da tarde de terça-feira (18) para dar atendimento a um caso de agressão no bairro Tuiuti, em Paranaguá, no Litoral do Paraná.

A solicitação foi feita por um homem de 57 anos, que informou que havia sido agredido pelo próprio filho.

Chegando ao local, os policiais não encontraram o suspeito, de 26 anos. A vítima informou que o filho é usuário de drogas e que o agrediu com um pedaço de caibro, causando lesão na orelha direita.

O homem contou que a agressão ocorreu por ter advertido o filho a não subtrair objetos de dentro de casa. Antes de fugir, o rapaz ainda teria ameaçado o pai de morte.

Foi feito patrulhamento pela região, mas o rapaz não foi localizado. A vítima foi orientada sobre as providências a serem tomadas e o caso registrado em boletim de ocorrência como lesão corporal.

Continuar Lendo
Anúncio
error: Cópia proibida.