Ligue-se a nós

Paranaguá

Portos do Paraná inicia etapa de remoção de rochas da Pedra da Palangana

Pedras serão doadas aos municípios do Litoral.

Publicado

no

Fotos: Divulgação/Consórcio Boskalis, Fabio-Bruno, SLI e DEC

A Portos do Paraná iniciou nesta terça-feira (19/10) a etapa de remoção das rochas dos pontos mais rasos da Pedra da Palangana. O trabalho será feito com o auxílio de uma draga mecânica. Os pedaços removidos serão levados ao canteiro da obra para a britagem. Ao final desse processo, as pedras serão doadas a municípios do Litoral paranaense.

A derrocagem da Pedra da Palangana visa dar mais segurança para a navegação e o meio ambiente (evitando acidentes com navios) com a remoção dos pontos mais rasos do complexo de rochas subterrâneas. Com a retirada de apenas 22,3 mil metros cúbicos, cerca de 12% do total da Pedra, o risco de encalhe de navios e desastres ambientais será minimizado.

“Desde que começou, no início de setembro, a obra vem seguindo todos os protocolos de segurança, de forma controlada e responsável, com todos os cuidados para o meio ambiente, para a população que vive nas proximidades e para o porto”, disse Luiz Fernando Garcia, diretor-presidente da empresa pública que administra os portos de Paranaguá e Antonina.

De 6 de setembro até agora, já são quase 45 dias de obras. “Nossos canais de comunicação seguem permanentemente atualizados, a cada alteração ou nova etapa. Além de segurança, estamos realizando a obra com total transparência”, completou Garcia.

As pedras poderão ser usadas em diversas obras municipais, de asfalto a construção de edifícios. “Além de colaborar em mar, para a navegação, colaboramos em terra com a doação desse material que os municípios teriam que comprar”, afirmou o diretor-presidente.

A destinação das pedras aos sete municípios do Litoral será coordenada pela Secretaria de Estado da Infraestrutura e Logística.

REMOÇÃO – Segundo a Diretoria de Engenharia e Manutenção da Portos do Paraná, a draga mecânica equipada com guindaste e concha (grab) recolhe os pedaços menores das rochas fragmentadas e os deposita em uma barcaça com cisterna. Em terra, as rochas serão recicladas através de britagem.

“Neste momento, a equipe vai começar a remover as rochas das três porções já derrocadas”, comenta a engenheira Bruna Calloni, coordenadora de Batimetria e Dragagem, da Gerência de Engenharia Marítima. Ainda de acordo com ela, o canteiro da obra, localizado atrás do terminal de contêineres do Porto de Paranaguá, está preparado com espaço e equipamentos suficientes para acomodar as rochas.

ETAPA Neste momento, as atividades ocorrem nas porções mais internas e centrais do canal de navegação. Por isso, por 18 horas diárias, a passagem de grandes embarcações (navios, dragas, balsas de abastecimento) está impedida.

As manobras dos navios no canal principal estão ocorrendo dentro de uma janela diária de seis horas: entre as 4 horas antecedentes à maré cheia, estendida até 2 horas depois. O fluxo de navios pelo canal de acesso alternativo, o Surdinho, segue permitido dentro das normas de navegação.

Da Portos do Paraná
Clique para comentar

Deixe seu comentário!

Paranaguá

ONDA DE VIOLÊNCIA: Homem leva três tiros na Vila Cruzeiro

Vítima se recuperava de outro atentado, em setembro de 2020.

Publicado

no

Por

Rairan foi surpreendido pelos atiradores

Rairan Loschner Gadacil, de 32 anos, foi atingido por três tiros, disparados por dois indivíduos em uma motocicleta, no final da tarde desta quarta-feira (1/12), na Vila Cruzeiro, em Paranaguá. Ele recebeu dois tiros no abdômen e um de raspão no braço.

A tentativa de homicídio ocorreu na Rua Francisco Machado, onde Rairan conversava com um amigo. Os dois foram abordados pela dupla, mas os pistoleiros miraram apenas em Rairan, que tentou fugir pela Travessa Amintas Pinho antes de cair.

No momento dos disparos, muitas pessoas passavam pelo local e, segundo algumas delas, os criminosos fugiram rapidamente, não se sabe para onde. Rairan foi atendido por amigos e pela esposa até a chegada do SAMU e, após, levado para o Hospital Regional.

2ª TENTATIVA EM UM ANO
Não é a primeira vez que Rairan Loschner Gadacil (foto redes sociais) é alvo de atentado a tiros.

No final da noite de 5 de setembro de 2020, ele foi atingido por um tiro no tórax e no braço na Rua Professor Cleto, bem em frente onde, em 2018, ocorreu o feminicídio de Claudia Helena Gaspar.

Na tentativa de homicídio, ano passado, um adolescente de 15 anos morreu após ser atingido por tiros na cabeça e no tórax. O pai do adolescente também foi ferido, no pé e na coxa. Os dois deram entrada no hospital – Rairan em estado gravíssimo.

Poucas horas depois, na madrugada de 6 de setembro de 2020, uma adolescente de 17 anos foi morta com um tiro na cabeça, na Rua Eugênio José de Souza, na Vila Guarani.

NOTÍCIA RELACIONADA

Dois adolescentes são mortos a tiros em Paranaguá

Continuar Lendo

Paranaguá

Rone prende suspeito de tráfico de drogas na Vila Padre Jackson

Foi na madrugada de terça-feira (30/11)

Publicado

no

Por

Material apreendido pelos militares

Policiais miliares das Rondas Ostensivas de Natureza Especial (Rone) prenderam na madrugada desta terça-feira (30/11), na cidade de Paranaguá, Gean Bruno Galdino da Costa, de 19 anos, por envolvimento com o tráfico de drogas. Na ação foram apreendidas porções de crack, cocaína e maconha, além de uma arma de fogo.

A ação policial teve início por volta da 1h40, quando os militares estavam em patrulhamento pela Rua Tupinambá e avistaram o rapaz parado, em atitude suspeita, próximo de um beco. De imediato, os policiais resolveram fazer a abordagem quando Gean dispensou um pote de metal e tentou fugir para uma residência nas imediações.

O suspeito acabou abordado na sequência e, ao ser verificado o que havia no pote, que foi abandonado em frente ao imóvel, foram encontradas 29 pedras de crack prontas para a comercialização e dinheiro trocado.

Na sequência foi realizada uma busca no quarto do rapaz e apreendidas mais porções de crack, além de maconha e cocaína, duas balanças de precisão e um revólver calibre 38 e seis munições intactas.

De acordo com a ocorrência, Gean assumiu a propriedade de todos os ilícitos e confessou que realizava a venda de drogas na região, relatando que a arma era para sua proteção. Conduzido à Delegacia Cidadã, junto com tudo que foi apreendido, ele acabou autuado em flagrante e, em seguida, foi levado para a Cadeia Pública.

Continuar Lendo

Paranaguá

Identificado homem morto a tiros nesta terça-feira no Porto dos Padres

Crime foi praticado por dois homens em pleno meio-dia.

Publicado

no

Por

SAMU confirmou o óbito

Foi identificado oficialmente o homem assassinado a tiros no início da tarde desta terça-feira (30/11) no bairro Porto dos Padres, em Paranaguá. Francisco Flávio Araújo dos Santos, de 35 anos, foi encontrado já sem vida, na Rua Alfredo Budant. Uma equipe do SAMU confirmou o óbito.

Testemunhas relataram que os tiros foram disparados na Rua José Cadilhe por dois homens em uma motocicleta, que fugiram em seguida em direção à “baixada da maré”. Após ser atingido, Francisco correu rumo à Alfredo Budant, caindo logo após em uma calçada.

Local dos disparos

Cápsulas recolhidas pela polícia (Fotos: Juliano Martinski/AL)

Junto com a vítima foi encontrado apenas um telefone celular e, após as análises da Polícia Científica no local, o corpo de Francisco foi recolhido pelo Instituto Médico Legal (IML) de Paranaguá, para exames complementares.

A Polícia Militar fez patrulhamento pela região, mas não encontrou os suspeitos pelo crime. Uma equipe da Polícia Civil também foi ao local para dar início às investigações e apurar se o homicídio pode ter relação os outros assassinatos que ocorreram segunda-feira na cidade.

“Dedo”, como Francisco era conhecido, tinha histórico criminal por tráfico de drogas e residia na Ilha dos Valadares.

Em fevereiro de 2020, Francisco Flávio Araújo dos Santos, o “Dedo”, foi preso, junto com outro homem conhecido por “Pato”, nas imediações do Campo do Canarinho, Ilha dos Valadares, com porções de maconha e cocaína. O Agora Litoral registrou:

PM prende dois por tráfico de drogas no Campo do Canarinho

Continuar Lendo
Anúncio
error: Cópia proibida.