Ligue-se a nós

Paranaguá

PM apreende pistolas, submetralhadora e munições em área rural de Paranaguá

Armas seriam de facção criminosa envolvida em homicídios no Litoral

Publicado

no

Apreensão feita pela Polícia Militar

A Polícia Militar apreendeu, na manhã desta quarta-feira (17/11), na localidade do Ribeirão, em Alexandra, Paranaguá, duas pistolas e uma submetralhadora (com silenciador), que pertenceriam a uma facção criminosa envolvida em homicídios no Litoral. Ninguém foi preso.

A ação – iniciada a partir de investigações da Agência Local de Inteligência (ALI) – teve a participação de 18 policiais militares da Rotam, Batalhão de Choque e também do Canil do Bope.

A informação repassada pela ALI era que em uma chácara poderiam estar algumas armas utilizadas por criminosos em algumas execuções e tentativas de homicídios realizadas em algumas cidades litorâneas, principalmente em Paranaguá.

Os policiais foram até o lugar indicado, por volta das 7h30, e com o auxílio dos cães Hunter, Draco e Caboclo iniciaram um pente-fino na região de mata. Um outro cão da PM (Feijão) ficou de prontidão, caso alguém estivesse no local e tentasse fugir para a mata.

Pouco depois, Draco indicou que havia farejado algo ilícito e os militares encontraram enterrada, atrás de umas raízes, uma embalagem de ração para cães que escondia uma mochila de cor preta.A mochila tinha duas pistolas Glock 9mm, uma submetralhadora com silenciador, 90 munições para arma calibre 9mm, 11 de calibre .40, uma para calibre 38 e uma de calibre 32, além de cinco buchas de cocaína (25,9 gramas).

VÍDEO

Em vídeo, produzido por Juliano Martinski, o soldado Vilarinho (Rotam) e o Tenente Hoiser (Cia. de Cães) explicaram a operação na área rural de Paranaguá.

Clique para comentar

Deixe seu comentário!

Paranaguá

ONDA DE VIOLÊNCIA: Homem leva três tiros na Vila Cruzeiro

Vítima se recuperava de outro atentado, em setembro de 2020.

Publicado

no

Por

Rairan foi surpreendido pelos atiradores

Rairan Loschner Gadacil, de 32 anos, foi atingido por três tiros, disparados por dois indivíduos em uma motocicleta, no final da tarde desta quarta-feira (1/12), na Vila Cruzeiro, em Paranaguá. Ele recebeu dois tiros no abdômen e um de raspão no braço.

A tentativa de homicídio ocorreu na Rua Francisco Machado, onde Rairan conversava com um amigo. Os dois foram abordados pela dupla, mas os pistoleiros miraram apenas em Rairan, que tentou fugir pela Travessa Amintas Pinho antes de cair.

No momento dos disparos, muitas pessoas passavam pelo local e, segundo algumas delas, os criminosos fugiram rapidamente, não se sabe para onde. Rairan foi atendido por amigos e pela esposa até a chegada do SAMU e, após, levado para o Hospital Regional.

2ª TENTATIVA EM UM ANO
Não é a primeira vez que Rairan Loschner Gadacil (foto redes sociais) é alvo de atentado a tiros.

No final da noite de 5 de setembro de 2020, ele foi atingido por um tiro no tórax e no braço na Rua Professor Cleto, bem em frente onde, em 2018, ocorreu o feminicídio de Claudia Helena Gaspar.

Na tentativa de homicídio, ano passado, um adolescente de 15 anos morreu após ser atingido por tiros na cabeça e no tórax. O pai do adolescente também foi ferido, no pé e na coxa. Os dois deram entrada no hospital – Rairan em estado gravíssimo.

Poucas horas depois, na madrugada de 6 de setembro de 2020, uma adolescente de 17 anos foi morta com um tiro na cabeça, na Rua Eugênio José de Souza, na Vila Guarani.

NOTÍCIA RELACIONADA

Dois adolescentes são mortos a tiros em Paranaguá

Continuar Lendo

Paranaguá

Rone prende suspeito de tráfico de drogas na Vila Padre Jackson

Foi na madrugada de terça-feira (30/11)

Publicado

no

Por

Material apreendido pelos militares

Policiais miliares das Rondas Ostensivas de Natureza Especial (Rone) prenderam na madrugada desta terça-feira (30/11), na cidade de Paranaguá, Gean Bruno Galdino da Costa, de 19 anos, por envolvimento com o tráfico de drogas. Na ação foram apreendidas porções de crack, cocaína e maconha, além de uma arma de fogo.

A ação policial teve início por volta da 1h40, quando os militares estavam em patrulhamento pela Rua Tupinambá e avistaram o rapaz parado, em atitude suspeita, próximo de um beco. De imediato, os policiais resolveram fazer a abordagem quando Gean dispensou um pote de metal e tentou fugir para uma residência nas imediações.

O suspeito acabou abordado na sequência e, ao ser verificado o que havia no pote, que foi abandonado em frente ao imóvel, foram encontradas 29 pedras de crack prontas para a comercialização e dinheiro trocado.

Na sequência foi realizada uma busca no quarto do rapaz e apreendidas mais porções de crack, além de maconha e cocaína, duas balanças de precisão e um revólver calibre 38 e seis munições intactas.

De acordo com a ocorrência, Gean assumiu a propriedade de todos os ilícitos e confessou que realizava a venda de drogas na região, relatando que a arma era para sua proteção. Conduzido à Delegacia Cidadã, junto com tudo que foi apreendido, ele acabou autuado em flagrante e, em seguida, foi levado para a Cadeia Pública.

Continuar Lendo

Paranaguá

Identificado homem morto a tiros nesta terça-feira no Porto dos Padres

Crime foi praticado por dois homens em pleno meio-dia.

Publicado

no

Por

SAMU confirmou o óbito

Foi identificado oficialmente o homem assassinado a tiros no início da tarde desta terça-feira (30/11) no bairro Porto dos Padres, em Paranaguá. Francisco Flávio Araújo dos Santos, de 35 anos, foi encontrado já sem vida, na Rua Alfredo Budant. Uma equipe do SAMU confirmou o óbito.

Testemunhas relataram que os tiros foram disparados na Rua José Cadilhe por dois homens em uma motocicleta, que fugiram em seguida em direção à “baixada da maré”. Após ser atingido, Francisco correu rumo à Alfredo Budant, caindo logo após em uma calçada.

Local dos disparos

Cápsulas recolhidas pela polícia (Fotos: Juliano Martinski/AL)

Junto com a vítima foi encontrado apenas um telefone celular e, após as análises da Polícia Científica no local, o corpo de Francisco foi recolhido pelo Instituto Médico Legal (IML) de Paranaguá, para exames complementares.

A Polícia Militar fez patrulhamento pela região, mas não encontrou os suspeitos pelo crime. Uma equipe da Polícia Civil também foi ao local para dar início às investigações e apurar se o homicídio pode ter relação os outros assassinatos que ocorreram segunda-feira na cidade.

“Dedo”, como Francisco era conhecido, tinha histórico criminal por tráfico de drogas e residia na Ilha dos Valadares.

Em fevereiro de 2020, Francisco Flávio Araújo dos Santos, o “Dedo”, foi preso, junto com outro homem conhecido por “Pato”, nas imediações do Campo do Canarinho, Ilha dos Valadares, com porções de maconha e cocaína. O Agora Litoral registrou:

PM prende dois por tráfico de drogas no Campo do Canarinho

Continuar Lendo
Anúncio
error: Cópia proibida.