Ligue-se a nós

Paranaguá

MP quer esclarecimentos sobre compra de ivermectina pela Prefeitura

Promotoria questiona critérios, já que medicamento não tem eficácia comprovada contra a Covid-19.

Publicado

no

O Ministério Público do Paraná (MP-PR) abriu uma investigação preliminar sobre a dispensa de licitação para a compra de R$ 3 milhões, por parte da Prefeitura de Paranaguá, no Litoral do Paraná, de um medicamento sem eficácia comprovada contra a Covid-19.

Na sexta-feira (17), a prefeitura começou a distribuir aos moradores a ivermectina. Conforme o município, pelo menos duas mil pessoas retiraram o remédio até o sábado (18). Foram compradas 80 mil doses.

Paranaguá tem 1.619 casos da doença e 30 mortes, segundo a Sesa.

Na abertura da notícia de fato, em 14 de julho, a promotora Camila Adami Martins deu prazo de cinco dias, com possibilidade de prorrogação, para que o Município esclareça os critérios usados para a compra. Veja abaixo os questionamentos:

  • embasamento técnico (indicativo médico) para a aquisição emergencial do medicamento ivermectina para evitar a evolução precoce nos casos assintomáticos da Covid-19;
  • justificativa para a adequada pesquisa para a cotação de preços do medicamento, que comprove que o preço a ser pago é compatível com o mercado;
  • critério técnico para o número de aquisições do medicamento de acordo com a população que o receberá, observando ainda a dosagem da medicação;
  • protocolo para o fornecimento da medicação aos moradores e se médicos realizam a correta posologia (indicação da dosagem) no momento da entrega.
  • Na sexta, a prefeitura informou que a entrega estava sendo feita no ginásio do município para moradores com mais de 40 anos ou pessoas mais jovens com pressão alta, diabetes e problemas no coração.
  • Para receber o medicamento, os interessados passaram por uma consulta médica, de acordo com a prefeitura.
  • Segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), não existem estudos conclusivos que comprovem o uso desse medicamento para o tratamento da Covid-19, bem como não existem estudos que refutem esse uso.
  • Na divulgação da campanha, a prefeitura informa que a ação da ivermectina contra a Covid-19 apresentou resultados favoráveis e comprovados em laboratório.

“Se tiver 1% de chance nós vamos fazer o uso aqui no município. Eu prefiro pagar por excesso do que por omissão”, disse o prefeito de Paranaguá, Marcelo Roque, na semana anterior.

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) disse que não recomenda o uso da ivermectina. As sociedades brasileira e paranaense de infectologia também afirmam que a ciência ainda não comprovou que o remédio é eficaz contra o novo coronavírus.

G1 Paraná

Deixe seu comentário!

Paranaguá

Rotam apreende réplica de revólver ao abordar adolescente no Beira Rio

Ação foi na noite de quarta-feira (30)

Publicado

no

Por

Na noite de quarta-feira (30), na cidade de Paranaguá, policiais militares da Rotam (Rondas Ostensivas Tático Móvel) apreenderam uma réplica de revólver e mais de 700 gramas de maconha, depois de abordarem um adolescente de 16 anos, em uma esquina no Beira Rio.

Por volta das 19 horas, os militares estavam em patrulhamento de rotina pela região da Vila Guarani e imediações quando, ao chegarem no Beira Rio, encontraram o adolescente na esquina da Rua Tapuia.

O jovem, ao perceber a aproximação da viatura, demonstrou muito nervosismo e saiu de seu local de origem apressadamente, chamando a atenção dos policiais.

De imediato a equipe da Rotam resolveu realizar a abordagem e, ao ser feita a revista pessoal, nada de ilícito foi encontrado com o menor, mas, na sequência o jovem acabou confessando que tinha drogas em sua residência, localizada no mesmo bairro, e que se encontrava na esquina esperando para finalizar uma venda.

Imediatamente os policiais foram até a casa do garoto, onde foram recebidos pela mãe dele, que autorizou a entrada dos policiais para que fosse feita uma busca domiciliar.

Na ação, embaixo da cama do adolescente, como ele mesmo havia informado, os militares encontraram um tablete de maconha e mais um pedaço de tamanho mediano, totalizando 710 gramas do entorpecente. No local ainda foi apreendido uma réplica de revólver.

Diante da situação, o menor recebeu voz de apreensão acabou foi conduzido ao plantão da Delegacia Cidadã, junto com tudo que foi apreendido, para que fossem tomadas as providências necessárias. A mãe do menor acompanhou toda a situação e seguiu com o jovem até a unidade policial.

Continuar Lendo

Paranaguá

Homem leva tiros nas costas em atentado no Santos Dumont

Foi na noite de quarta-feira (30), na Rua Bento Gonçalves

Publicado

no

Por

Na noite de quarta-feira (30), um homem foi alvejado com um tiro nas costas, na Rua Bento Gonçalves, Jardim Santos Dumont, em Paranaguá. Rodrigo Dias Vecchio, conhecido como “menor do chapa”, de 28 anos, foi encaminhado ao Hospital Regional do Litoral, onde deu entrada em estado grave.

Conforme a ocorrência, por volta das 21h40, equipes da Polícia Militar foram acionadas para dar atendimento ao atentado, sendo constatado que o condutor de uma motocicleta teria efetuado vários disparos de arma de fogo na rua, ferindo duas pessoas, uma nas costas e outra no braço.

Ao chegarem no local da ocorrência, os policiais apuraram que as duas pessoas feridas já haviam se deslocado por meios próprios, para atendimento médico. Nas diligências foram apreendidas 10 cápsulas de munições calibre 9mm e um projétil, sendo, em seguida, a PM informada da entrada de uma vítima de tiros no setor de emergência do Hospital Regional do Litoral.

Na casa hospitalar, os militares conversaram com a equipe médica de plantão, a qual relatou estar prestando atendimento a pessoa de Rodrigo, ferido por um disparo de arma de fogo, que atingiu as costas e atravessou o seu corpo, saindo no peito.

Rodrigo Dias Vecchio (Foto: Perfil do Facebook)

A outra vítima dos disparos não foi identificada, sendo as cápsulas e projétil apreendidos entregues no plantão da Delegacia Cidadã, que vai dar sequência às investigações.

Continuar Lendo

Paranaguá

Rotam apreende colete balístico e revólver ao abordar rapaz no Labra

Foi na noite de terça-feira (29), na Rua Renato Leone.

Publicado

no

Por

Policiais militares da Rotam (Rondas Ostensivas Tático Móvel) apreenderam, na noite de terça-feira, 29, uma arma de fogo e um colete balístico, após a abordagem de um rapaz no bairro Labra, em Paranaguá.

Por volta das 19 horas os militares realizavam patrulhamento pela Rua Renato Leone quando desconfiaram de um veículo Fiat Palio, que se deslocava em sentido contrário, mas o condutor, ao visualizar a viatura policial, parou abruptamente. A ação chamou a atenção da equipe da Rotam que, de imediato, resolveu fazer a abordagem.

No veículo estavam um rapaz de 19 anos e sua esposa, de 22. Ao ser questionado se portava algum material ilícito, o jovem informou que tinha uma arma de fogo no carro. Seguindo as informações do rapaz foi apreendido um revólver, marca Rossi, calibre 38 Special, que estava embaixo do banco do motorista. A arma possuía ainda, em seu tambor, cinco munições intactas e uma picotada.

Durante a averiguação foi constatado que o casal morava a uma distância de 30 metros do local da abordagem. Perguntado para o jovem se em sua residência havia mais algum material ilícito, ele respondeu que tinha um colete balístico, que ele usava juntamente com o revólver para sua proteção.

Em seguida os policiais foram até a moradia e encontraram o colete, o qual foi encaminhado, juntamente com o revólver, para a Delegacia de Polícia Civil de Paranaguá para as providencias cabíveis.

O jovem acabou autuado por porte ilegal de arma de fogo de uso permitido, sendo liberado para responder ao processo em liberdade após o pagamento de fiança.

Continuar Lendo
Anúncio
error: Cópia proibida.