Ligue-se a nós

Paranaguá

Mais 68 Guardas Civis Municipais são capacitados para o porte de armas

Ao todo já são 129 GCMs habilitados a andar armados

Publicado

no

Armamento auxiliará o trabalho da corporação

Nesta quarta-feira (18), a Secretaria Municipal de Segurança Pública (Semseg) recebeu novos investimentos da Prefeitura de Paranaguá. O prefeito Marcelo Roque repassou novas pistolas à corporação da Guarda Civil Municipal (GCM) e entregou os certificados aos formandos do curso de armamento e tiro.
Fizeram parte desta turma 68 Guardas Civis Municipais, que receberam pistolas Taurus (modelo PT 59s) que passarão a auxiliar o trabalho exercido pela corporação.
Ao todo são 129 guardas civis municipais capacitados a portar armas. Os conhecimentos adquiridos pelos GCMs são importantes no dia a dia, aprendendo de legislação até o manuseio e manutenção do armamento.

O prefeito Marcelo Roque comemorou os avanços que a Guarda Municipal obteve nos últimos três anos.

“Foram 25 milhões em investimentos do início da gestão até aqui. Adquirimos veículos, armamentos, academia de capacitação, equipamentos de proteção, uniforme, entre outros. Quando assumimos tínhamos apenas 30 GCMs armados; a nossa meta é termos 100% da corporação capacitada”, disse.

Para o secretário de Segurança, Sargento João Carlos da Silva, o diferencial no trabalho desenvolvido é a preocupação com a corporação. “Primeiramente precisamos dar proteção aos agentes, para que depois eles possam desempenhar seus trabalhos. Foi isso que fizemos e proporcionamos uma evolução na CGM. Esses esforços somados as adquisições e investimentos feitos têm dado resultado na segurança pública do município”, observou.

Márcia Garcia, Comandante da GCM, ressaltou que este adicional de agentes armados soma no trabalho desenvolvido. “Todos os guardas das viaturas estão capacitados e armados para melhor proteção da população”, comentou.
O Comandante da Academia de Formação da Guarda Civil Municipal, Marcelo Cândido Gonçalves, reforçou a importância da própria instituição em capacitar os seus agentes. “Temos instrutores formados no Rio de Janeiro e em São Paulo e que estão repassando o conhecimento para toda a corporação. Desde a inauguração da Academia, não paramos com as instruções. São cursos, reciclagem e capacitações que sempre atualizam os CGMs”, completou.
Estiveram presentes na solenidade vereadores, secretários municipais, servidores, representante da Polícia Militar e presidentes dos sindicatos da área portuária.

Da PMP

Deixe seu comentário!

Paranaguá

Mais 19 famílias recebem seus títulos de propriedade no bairro Porto Seguro

Elas fazem parte de um grupo que recebeu a matrícula do imóvel, garantindo a titularidade do bem

Publicado

no

Por

Mais 19 famílias recebem seus títulos de propriedade em Paranaguá. Essas 19 famílias saíram de um lugar precário e perigoso, que era o Canal do Anhaia, e foram realocadas para o loteamento no bairro Porto Seguro.

“Desde que vim morar aqui, aguardava a documentação da casa e estou muito feliz. Agora a casa é minha”, lembrou a moradora Roseli Cunha ao receber o documento entregue, nesta semana, em sua residência.

O grupo recebeu a matrícula do imóvel, que garante a titularidade do bem, das mãos dos funcionários da Secretaria Municipal de Urbanismo da Prefeitura de Paranaguá.

Trata-se da conclusão do Programa de Urbanização, Regularização e Integração de Assentamentos Precários – Projeto Canal do Anhaia.

O programa tinha como objetivo promover a urbanização, a prevenção de situações de risco e a regularização fundiária de assentamentos humanos precários, articulando ações para o atendimento das necessidades básicas da população e melhoria das condições de habitabilidade e inclusão social.

Esses 19 títulos somam-se a outros 38 entregues para famílias que saíram do Parque Agari.

“Estamos finalizando o programa com a entrega destas 19 matrículas das unidades habitacionais construídas. Esta documentação garante às famílias a titularidade definitiva dos seus imóveis, garantindo o direito social à moradia, o pleno desenvolvimento das funções sociais da propriedade urbana e o direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado. Este documento é o primeiro passo para execução de futuras ações de infraestrutura para o bairro”, destacou o Superintendente de Regularização Fundiária da Secretaria de Urbanismo, Sérgio Monteiro.

Da PMP
Continuar Lendo

Paranaguá

Secretarias municipais realizam força tarefa contra o Aedes aegypti

Ação é para evitar a proliferação do mosquito transmissor da dengue

Publicado

no

Por

A Secretaria de Saúde com o apoio das demais secretarias municipais inicia, nesta semana, ações concentradas em pontos estratégicos de Paranaguá, com recolhimento de entulhos e conscientização da população.

Mesmo com o trabalho dos agentes de endemias durante todo o ano, os dias mais quentes e chuvosos aliados ao descarte irregular de lixo e entulhos, são propícios para aumentar a proliferação do Aedes aegypti.

Uma força tarefa é preparada para evitar que ocorra maior incidência do inseto no município e aumento nos casos de dengue.

Cronograma

As Secretarias de Meio Ambiente, Obras, Segurança, Governo, Comunicação, além das demais pastas, estarão aliadas à Secretaria Municipal de Saúde em um mutirão de limpeza em bairros de Paranaguá. Para isso, um cronograma foi montado.

Quarta e quinta-feira (24 e 25), moradores nos bairros:

  • Vila do Povo, Emboguaçu,
  • Vila São Carlos,
  • Vila Primavera.

Deverão retirar seus entulhos dos quintais como podas de árvore, móveis, pneus, entre outros. As equipes da Secretaria de Meio Ambiente passarão para o recolhimento desses materiais.

Sexta-feira (26), será a vez dos bairros:

  • Jardim Iguaçu,
  • Vila Marinho,
  • Vila Alboit,
  • Rocio,
  • Jardim Guadalupe.

Os moradores nessas localidades deverão colocar os entulhos para fora já nesta quinta-feira, 25.

Na segunda-feira (1º de março), será a vez da força tarefa passar pelos bairros:

  • Jardim Araçá,
  • Serraria do Rocha,
  • Vila Ruth,
  • Vila Cruzeiro,
  • Vila Paranaguá,
  • Porto dos Padres,
  • Vila Guarani, Portuária,
  • Beira Rio

Durante a retirada dos materiais, os agentes de endemias conversarão com os residentes orientando as formas de evitar criadouros para o inseto e conscientizando sobre o descarte correto do lixo domiciliar e entulhos.

Enquanto são eliminados criadouros, haverá, ainda, serviço com bomba costal com inseticida para eliminar mosquitos em sua fase adulta. Este é um início da força tarefa preventiva contra a dengue.

Moradores em bairros que ainda não foram citados na ação, podem entrar em contato pelo número 3420-6058 para sanar dúvidas quanto à retirada de entulhos.

Denúncias sobre descarte irregular podem ser realizadas pelo número 3420-2967.

“Uma estrutura está montada para essa ação preventiva tanto com maquinários como com pessoal. Nossa meta é evitar a proliferação do Aedes Aegypti e consequentemente o crescimento no número de casos de dengue”, salienta o prefeito Marcelo Roque.

“Esta é uma ação preventiva de retirada de entulhos e conscientização dos moradores sobre o cuidado com seus quintais e o perigo de descartar entulhos e lixo irregularmente. Além de outras questões como aparência do bairro, refúgio para roedores, o descarte irregular acarreta em água parada, local propício para a criação do Aedes aegypti”, alerta a secretária municipal de Saúde, Ligia Regina de Campos Cordeiro.

Da PMP
Continuar Lendo

Paranaguá

Rapaz é executado a tiros dentro de casa na Vila Guarani

Execução aconteceu na madrugada desta quarta-feira (24/02)

Publicado

no

Por

Lucas (Foto redes sociais)

A cidade de Paranaguá registrou mais um homicídio. Foi na madrugada desta quarta-feira (24/02) na Vila Guarani.

Lucas Correia Hipólito, de 21 anos, o “Lukinhas”, foi executado a tiros dentro de casa, em um beco na Rua Tapuia.

O assassinato teria sido praticado por alguns homens armados que invadiram a residência dele, intitulando-se policiais.

Lucas Hipólito morreu no local. Os tiros, de acordo com algumas cápsulas encontradas no local, foram disparados por armas de calibre 9mm.

HISTÓRICO CRIMINAL

Lucas Correia Hipólito era envolvido com o tráfico de drogas e, em março de 2020, chegou a ser preso pela Rotam com 22 buchas de cocaína, que pretendia vender no Centro Histórico da cidade.

Lukinhas também teria envolvimento em alguns assaltos ocorridos em Paranaguá. Em setembro de 2019 ele foi preso após tentar assaltar um casal, na Rua Benjamin Constant, armado com um revólver.

Rapaz é preso quando levava cocaína para vender no Centro Histórico

Continuar Lendo
Anúncio