Ligue-se a nós

Paranaguá

Força tarefa contra a dengue visita 3.200 imóveis na Ilha dos Valadares

Ação deve continuar em diversos bairros da cidade

Publicado

no

Intenção é eliminar focos do mosquito transmissor da doença

De 7 a 17 de fevereiro, as equipes da Secretaria Municipal de Saúde com auxílio de outras pastas municipais de Paranaguá como Meio Ambiente e Regional da Ilha dos Valadares, realizaram uma “força tarefa” na Ilha dos Valadares.

O objetivo foi eliminar criadouros do mosquito Aedes Aegypti e conscientizar os moradores sobre a importância de verificar suas residências e não acumular lixo e entulho nos quintais e terrenos baldios, evitando assim o acúmulo de água parada.
Conforme levantamento realizado pela equipe da Saúde, foram visitados nesse período 3.200 imóveis. Outros 850 estavam fechados e, em cinco deles, houve a recusa do morador. “O trabalho na região, um dos locais com maior índice do mosquito, continuará ocorrendo”, observou a secretária de Saúde, Lígia Regina de Campos Cordeiro.

Mesmo com os trabalhos ainda intensificados na Ilha dos Valadares, a força tarefa seguiu para o Bairro Costeira, outro local com índice elevado de Aedes Aegypti.

“Temos buscado atingir o maior número de residências visitadas possível para levar a conscientização e já fazer a remoção desses criadouros quando existentes no imóvel. Além disso, trabalhamos também a conscientização nas escolas, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação, levando a informação para as crianças. Com isso, pensamos no presente e no futuro”, ressaltou a secretária.
Após a etapa na Costeira, outros bairros receberão a força tarefa. Em todo o ano de 2019 foram confirmados 30 casos da doença. Este ano, já foram contabilizados 17 casos de dengue em Paranaguá.

Da PMP

Deixe seu comentário!

Paranaguá

Homem armado assalta mercado no Porto Seguro e foge de bicicleta

Foi segunda-feira à noite na Avenida Belmiro Sebastião Marques.

Publicado

no

Por

Mais um comércio de Paranaguá foi assaltado. Desta vez na Avenida Belmiro Sebastião Marques, no bairro Porto Seguro, na noite de segunda-feira (30/03).

Um homem chegou ao local em uma bicicleta, foi direto ao caixa do estabelecimento e anunciou o assalto, mostrando uma arma de fogo.

De acordo com o proprietário do mercado, o autor do roubo era um indivíduo de estatura baixa, magro, pele clara, o qual estava trajando blusa de moletom cinza, bermuda e boné preto.

O comerciante contou que, logo após exigir que a funcionária entregasse o dinheiro, o ladrão fugiu em uma bicicleta de cor branca.

Os policiais militares que atenderam a ocorrência realizaram patrulhamento pela região, mas não localizaram o autor do assalto.

Continuar Lendo

Paranaguá

Segue sem identificação corpo encontrado em tambor de lixo

Peritos do IML e da Criminalística tentam identificar a vítima e a causa da morte.

Publicado

no

Por

Bombeiros tiveram que abrir o tambor de lixo

O corpo do homem que foi encontrado dentro de um tambor plástico, no Jardim Ouro Fino,  em Paranaguá, no Litoral do Paraná, segue sem identificação no Instituto Médico Legal-IML.

O cadáver foi percebido por populares, por volta das 14h de terça-feira (31), na Rua Borilo, e estes ligaram para a Polícia Militar e para a Guarda Civil Municipal, que isolaram o local e chamaram os peritos do IML e da Criminalística.
Os peritos tiveram que pedir auxílio ao Corpo de Bombeiros para cortar o recipiente onde o corpo se encontrava.
A guarnição dos bombeiros que atendeu o caso levou equipamentos especiais para abrir o tambor e utilizou também máscaras e cilindros de oxigênio, pois o cheiro de decomposição era muito forte.

Trata-se de um homem de aproximadamente 1,80 metro de estatura, que foi recolhido à sede do IML, onde serão feitos exames periciais mais detalhados. O exame das impressões digitais deverá fornecer a identidade do homem.
Uma equipe da Polícia Civil também compareceu ao local e iniciou a investigação sobre o caso.

Continuar Lendo

Paranaguá

Homem que agrediu a esposa é preso com buchas de cocaína e dinheiro na cueca

Ele acabou na Cadeia por violência doméstica e tráfico de drogas.

Publicado

no

Por

Um homem de 46 anos foi preso na noite de sábado (28), em Paranaguá, por suspeita de envolvimento com o tráfico de drogas. A prisão dele ocorreu após a Polícia Militar atender um chamado de violência doméstica.

A vítima, uma mulher de 35 anos, disse aos militares que, após uma discussão, seu companheiro, com uma faca na mão, passou a agredi-la com socos no rosto e chutes nas pernas e na cabeça.

Além disso, segundo a denunciante, o marido ainda a ofendeu com palavras que lhe causaram extremo constrangimento perante a vizinhança.

Com medo, a mulher buscou abrigo na casa de uma amiga, no Jardim Iguaçu, de onde ligou para o 190 da Polícia Militar denunciando o fato.

DROGAS E DINHEIRO NA CUECA
Após ouvir o relato da vítima, os policiais da Rádio Patrulha deslocaram-se até o local da ocorrência, no Jardim Figueira, e encontraram o denunciado na frente da moradia do casal.

Ao realizar uma busca no interior da residência, os PMs encontraram em uma sacola 19 buchas de cocaína, o que fez com que conduzissem o suspeito até a Delegacia Cidadã.

Naquele local, durante busca pessoal, a surpresa: o homem escondia R$ 87,60 em cédulas e moedas na cueca.

Ele foi autuado por violência doméstica (Lei Maria da Penha) e tráfico de drogas e encaminhado à Cadeia Pública onde ficou à disposição da Justiça.

Continuar Lendo
Anúncio