Ligue-se a nós

Paranaguá

Comunidade se emociona com revitalização da Costa e Silva

“Um momento histórico”, definiu o prefeito Marcelo Roque

Publicado

no

Investimento da Prefeitura foi de R$ 2,5 milhões

A entrega da revitalização da Escola Municipal Presidente Costa e Silva, na sexta-feira (29) foi marcada pela emoção. Autoridades, alunos, familiares e moradores do bairro Rocio foram ver de perto a transformação feita no prédio, que até o início do ano era um grande problema para a região.

O evento teve bênção do bispo diocesano de Paranaguá, Dom Edmar Peron, que estava acompanhado da imagem de Nossa Senhora do Rocio, padroeira do Paranaguá. Também houve homenagens de professores e alunos e ação de graças, com cântico entoado por coral. Ex-diretoras e equipe da escola também receberam agradecimentos.
ANIVERSARIANTE DO DIA
Ao final da cerimônia o prefeito Marcelo Roque foi homenageado com parabéns, pelo aniversário completado nesta sexta-feira, ao lado da primeira-dama, Amanda, e dos filhos, Bryan e Brenda, que conduziram um bolo gigante para comemorar. Estiveram presentes também os vereadores Waldir Leite (presidente da Câmara Municipal), Fábio Santos, Nilo Ribeiro Monteiro, Sargento Orley, Tucano, Alex Alves e Edu.
MOMENTO HISTÓRICO
O prefeito Marcelo Roque ficou bastante emocionado com as homenagens. Em discurso, antes, ele lembrou que em 2017, quando assumiu a Prefeitura, falou que não queria entrar para a história da cidade como um prefeito que fechou uma escola, que tirou o ensino de uma região tão importante.

“Essa é uma das obras mais importantes da nossa gestão. É um momento histórico para o bairro do Rocio. A entrega da Escola Costa e Silva representa bastante para a comunidade e estamos muito satisfeitos, enquanto administradores públicos, de proporcionar este momento”, declarou Marcelo Roque.

Ao falar sobre o fechamento o prefeito se referiu a uma notícia de que a Escola Municipal Costa e Silva poderia encerrar as atividades, na gestão anterior, que gerou mobilização popular. A diminuição do número de alunos no bairro Rocio foi a justificativa para a frustrada tentativa. Sabia-se que seria um retrocesso e uma falta de respeito com aqueles que estudaram naquele educandário.

O tempo passou e ainda na campanha eleitoral, em 2016, o então candidato Marcelo Roque comprometeu-se, caso eleito, em entregar a Escola Costa e Silva novamente à comunidade, já que as aulas no espaço tinham sido interrompidas e os alunos transferidos para escolas das redondezas, como a Randolfo Arzua.

Em 2017 ela já estava com o prédio inativo e as portas fechadas, havia muitos problemas estruturais que provocavam infiltrações e alagamentos, comprometendo assim a segurança dos alunos e funcionários que resistissem em usufruir do espaço insalubre.

Foi aí que começou uma verdadeira odisseia que terminou nesta sexta-feira, dia 29 de novembro, com o espaço sendo reinaugurado e colocado à disposição da comunidade novamente. A Escola Municipal Presidente Costa e Silva volta renovada, pronta para enfrentar anos e anos com a missão de ser testemunha do avanço de crianças na busca pelo conhecimento.
UNIÃO DE ESFORÇOS
A união de esforços entre os anseios do poder público, dos moradores da região e dos pais de alunos e servidores que atuam na escola foi determinante para que a reforma acontecesse. Em março de 2019 foi assinada a ordem de serviço para que a obra iniciasse, mas vários obstáculos tiveram que ser vencidos antes disso.

Houve necessidade de contratar uma empresa especializada para fazer estudos que solucionassem problemas de dimensionamento iniciais da obra, construída em 1973, que provocavam deflexões (deformações) nas vigas de sustentação das lajes.

Era necessário não fechar os olhos para o problema, lembrou o prefeito Marcelo Roque. “Não podíamos simplesmente fechar uma escola tão importante, porque tem alunos que pretendem estudar nela, e não são poucos. Temos muita responsabilidade para com o erário e com nossa comunidade”, frisou o prefeito.

Os vereadores Waldir Leite e Edu estudaram na Escola Costa e Silva quando crianças e lembraram com nostalgia dos momentos em que passaram no prédio. “Estamos muito felizes por esse momento, por ver que o orçamento que aprovamos lá na Câmara está sendo muito bem aplicado”, afirmou o presidente. “Esta é uma situação muito especial. Acompanhei a inauguração desta escola e não imaginava que a vida me preservaria este momento”, completou Edu.
AGRADECIMENTOS
A comunidade escolar é só elogios pela conquista. Ter um espaço renovado para trabalhar e estudar está motivando tanto professores, outros servidores, pais e alunos. “Muito obrigado, prefeito, por ter reformado nossa escola e dar um ambiente melhor para nós estudarmos”, agradeceu a estudante Maria Eduarda de Oliveira dos Santos, de 11 anos, que cursa o 5.º ano.

A diretora da escola, Lisneide Zattar, que é ex-aluna, fez um agradecimento emocionado a todos os que de alguma forma contribuíram para que a revitalização fosse possível. “É com muita satisfação que hoje reinauguramos a nossa belíssima escola. Ninguém acreditava que isso fosse possível, mas nosso prefeito Marcelo Roque, junto com a secretária Vandecy, realizaram esse sonho”, comemorou a professora, que aproveitou para agradecer publicamente a diretora da Escola Randolfo Arzua, Nirlane Modesto. “Eles nos receberam com muito carinho e apreço, dividindo seu espaço conosco e foi uma parceira grande para nossa escola”, comentou.

Janice Matoso Correia, presidente da Associação de Pais e Professores da escola, também foi só elogios. “Prefeito, queria agradecer de coração, muito mesmo, porque foi um grande investimento que o senhor fez. Por mais que [o Rocio] seja um local com poucas famílias, muitos filhos de trabalhadores vão ocupar essa escola e deixar filhos, por ser integral ainda. Agradeço muito”, relatou a representante.

A professora Claudina Cristina Dias Godoi tem uma relação de carinho para com a escola. Ela estudou no espaço quando criança e dá aulas lá desde 2003. “A palavra que resume é gratidão, porque ele (o prefeito Marcelo Roque) cumpriu o que nos prometeu. A gente sabe que foi uma luta e tanto”, destacou a educadora. “Só temos a agradecer, principalmente ao prefeito, que se empenhou, junto com os secretários, para que a escola esteja como está agora. A estrutura está maravilhosa, uma escola de primeiro mundo”, afirmou o agente operacional Moacir Batista Cordeiro Filho.
DETALHES DA REVITALIZAÇÃO
A Prefeitura de Paranaguá investiu R$ 2,5 milhões para revitalização do prédio da Escola Municipal Presidente Costa e Silva, que contempla uma área de 1.800 metros quadrados. São 7 salas de aula, 1 para recursos, 1 auditório, 3 para o pólo da Universidade Aberta do Brasil (UAB), 1 biblioteca, 1 laboratório de informática, 1 sala multimeio, 1 almoxarifado, 1 refeitório, 1 pátio amplo, 1 quadra e parque, 1 secretaria, 1 sala para equipe pedagógica, 1 sala de atendimento e área verde. Serão beneficiados 136 alunos ainda em 2019 e uma média de 150 no próximo ano. O espaço terá ainda Educação de Jovens e Adultos e duas salas que serão usadas pela Guarda Civil Municipal.

Paranaguá

Homem é baleado na cabeça no bairro João Gualberto

Foi no início da madrugada desta quinta-feira (16).

Publicado

no

Por

Um homem de 31 anos, foi atingido por alguns tiros, no início da madrugada desta quinta-feira (16), em Paranaguá, no Litoral do Paraná.
Alessandro Galdino Custódio (foto) teria sido surpreendido por dois indivíduos, na Avenida Gabriel de Lara, no bairro João Gualberto.

Ele estaria de bicicleta quando os elementos armados desceram de um automóvel (um Gol, de cor branca, segundo testemunhas) e atiraram nele.

Alex, como Alessandro é conhecido, largou a bicicleta e tentou escapar a pé, pela Rua Manoel Pereira, mas os atiradores conseguiram alcançá-lo e disparar contra a sua cabeça.

Ele foi encaminhado ao Hospital Regional do Litoral, onde permanece internado.

BALEADO EM 2019
Em março do ano passado, Alessandro Galdino Custódio também foi vítima de uma tentativa de homicídio. Na época, ele foi atingido por quatro tiros na Avenida Governador Manoel Ribas, no bairro Jardim Araçá.

Alex foi baleado no rosto, braço esquerdo, costas e nádegas e ficou caído em frente uma lanchonete até ser encaminhado pelo SAMU ao Hospital Regional.

O nome do autor dos disparos, que seria morador daquele bairro, chegou a ser repassado à polícia, mas ele não foi localizado.

Continuar Lendo

Paranaguá

Mulher leva garrafada no rosto em briga de família no Jardim Iguaçu

Garrafa foi atirada pelo irmão dela, após brigar com o cunhado.

Publicado

no

Por

Uma briga entre pessoas da mesma família, na noite de terça-feira (14), no Jardim Iguaçu, em Paranaguá, acabou com uma mulher de 23 anos atingida com uma garrafada no rosto.

A ocorrência foi atendida pela Polícia Militar por volta das 23h30. Quando a viatura chegou ao local da chamada, a moça relatou ter sido agredida durante um desentendimento que teve com seu irmão, de 24 anos.

Ela contou que estava em casa, quando o acusado chegou e começou a discutir com ela e seu companheiro. A discórdia evoluiu para uma briga entre os dois homens, ainda no terreno da residência.

A moça disse que quando ela e o marido saíram do local, o irmão começou a atirar pedras e garrafas na direção do casal, ocasião em que uma das garrafas atiradas veio a atingir seu rosto, causando-lhe um corte próximo ao olho direito.

Na chegada da equipe, apenas a mulher e o irmão agressor permaneciam no local.

Diante da situação, os dois irmãos foram encaminhados ao plantão da Delegacia Cidadã, sendo o agressor autuado pelo crime de lesão corporal, em decorrência de violência doméstica.

Continuar Lendo

Paranaguá

Caminhoneiro é assaltado ao parar em semáforo na Bento Rocha

Quatro bandidos levaram documentos, dinheiro e o celular dele

Publicado

no

Por

Um motorista de caminhão foi assaltado, na noite de terça-feira (14), ao parar em um semáforo na Avenida Bento Rocha, no bairro Rocio, em Paranaguá.

A vítima, de 46 anos, com endereço na cidade de Rondonópolis, no Mato Grosso, ligou para a Polícia Militar e forneceu alguns detalhes do assalto.

Em suas declarações, o caminhoneiro relatou que, por volta das 19 horas, ao parar no sinal vermelho, apareceram quatro indivíduos, e que um deles se pendurou na porta do veículo pedindo dinheiro.

O motorista contou também que, em seguida, foi surpreendido por outro homem, que, mostrando uma arma de fogo, anunciou o assalto.

Na sequência, um dos assaltantes que estava na porta invadiu a cabine do caminhão e roubou três carteiras contendo dinheiro e documentos pessoais, além de um telefone celular. O quarteto fugiu em seguida, em direção à Serraria do Rocha.

Através de um aplicativo no celular, durante as diligências, os policiais verificaram que o aparelho se encontrava em uma viela, nos fundos de uma panificadora na Vila Portuária.

Os policiais realizaram patrulhamento pela região, mas não localizaram os autores do roubo ou o celular.

Continuar Lendo
Anúncio
error: Cópia proibida.