Ligue-se a nós

Paranaguá

Comunidade se emociona com revitalização da Costa e Silva

“Um momento histórico”, definiu o prefeito Marcelo Roque

Publicado

no

Investimento da Prefeitura foi de R$ 2,5 milhões

A entrega da revitalização da Escola Municipal Presidente Costa e Silva, na sexta-feira (29) foi marcada pela emoção. Autoridades, alunos, familiares e moradores do bairro Rocio foram ver de perto a transformação feita no prédio, que até o início do ano era um grande problema para a região.

O evento teve bênção do bispo diocesano de Paranaguá, Dom Edmar Peron, que estava acompanhado da imagem de Nossa Senhora do Rocio, padroeira do Paranaguá. Também houve homenagens de professores e alunos e ação de graças, com cântico entoado por coral. Ex-diretoras e equipe da escola também receberam agradecimentos.
ANIVERSARIANTE DO DIA
Ao final da cerimônia o prefeito Marcelo Roque foi homenageado com parabéns, pelo aniversário completado nesta sexta-feira, ao lado da primeira-dama, Amanda, e dos filhos, Bryan e Brenda, que conduziram um bolo gigante para comemorar. Estiveram presentes também os vereadores Waldir Leite (presidente da Câmara Municipal), Fábio Santos, Nilo Ribeiro Monteiro, Sargento Orley, Tucano, Alex Alves e Edu.
MOMENTO HISTÓRICO
O prefeito Marcelo Roque ficou bastante emocionado com as homenagens. Em discurso, antes, ele lembrou que em 2017, quando assumiu a Prefeitura, falou que não queria entrar para a história da cidade como um prefeito que fechou uma escola, que tirou o ensino de uma região tão importante.

“Essa é uma das obras mais importantes da nossa gestão. É um momento histórico para o bairro do Rocio. A entrega da Escola Costa e Silva representa bastante para a comunidade e estamos muito satisfeitos, enquanto administradores públicos, de proporcionar este momento”, declarou Marcelo Roque.

Ao falar sobre o fechamento o prefeito se referiu a uma notícia de que a Escola Municipal Costa e Silva poderia encerrar as atividades, na gestão anterior, que gerou mobilização popular. A diminuição do número de alunos no bairro Rocio foi a justificativa para a frustrada tentativa. Sabia-se que seria um retrocesso e uma falta de respeito com aqueles que estudaram naquele educandário.

O tempo passou e ainda na campanha eleitoral, em 2016, o então candidato Marcelo Roque comprometeu-se, caso eleito, em entregar a Escola Costa e Silva novamente à comunidade, já que as aulas no espaço tinham sido interrompidas e os alunos transferidos para escolas das redondezas, como a Randolfo Arzua.

Em 2017 ela já estava com o prédio inativo e as portas fechadas, havia muitos problemas estruturais que provocavam infiltrações e alagamentos, comprometendo assim a segurança dos alunos e funcionários que resistissem em usufruir do espaço insalubre.

Foi aí que começou uma verdadeira odisseia que terminou nesta sexta-feira, dia 29 de novembro, com o espaço sendo reinaugurado e colocado à disposição da comunidade novamente. A Escola Municipal Presidente Costa e Silva volta renovada, pronta para enfrentar anos e anos com a missão de ser testemunha do avanço de crianças na busca pelo conhecimento.
UNIÃO DE ESFORÇOS
A união de esforços entre os anseios do poder público, dos moradores da região e dos pais de alunos e servidores que atuam na escola foi determinante para que a reforma acontecesse. Em março de 2019 foi assinada a ordem de serviço para que a obra iniciasse, mas vários obstáculos tiveram que ser vencidos antes disso.

Houve necessidade de contratar uma empresa especializada para fazer estudos que solucionassem problemas de dimensionamento iniciais da obra, construída em 1973, que provocavam deflexões (deformações) nas vigas de sustentação das lajes.

Era necessário não fechar os olhos para o problema, lembrou o prefeito Marcelo Roque. “Não podíamos simplesmente fechar uma escola tão importante, porque tem alunos que pretendem estudar nela, e não são poucos. Temos muita responsabilidade para com o erário e com nossa comunidade”, frisou o prefeito.

Os vereadores Waldir Leite e Edu estudaram na Escola Costa e Silva quando crianças e lembraram com nostalgia dos momentos em que passaram no prédio. “Estamos muito felizes por esse momento, por ver que o orçamento que aprovamos lá na Câmara está sendo muito bem aplicado”, afirmou o presidente. “Esta é uma situação muito especial. Acompanhei a inauguração desta escola e não imaginava que a vida me preservaria este momento”, completou Edu.
AGRADECIMENTOS
A comunidade escolar é só elogios pela conquista. Ter um espaço renovado para trabalhar e estudar está motivando tanto professores, outros servidores, pais e alunos. “Muito obrigado, prefeito, por ter reformado nossa escola e dar um ambiente melhor para nós estudarmos”, agradeceu a estudante Maria Eduarda de Oliveira dos Santos, de 11 anos, que cursa o 5.º ano.

A diretora da escola, Lisneide Zattar, que é ex-aluna, fez um agradecimento emocionado a todos os que de alguma forma contribuíram para que a revitalização fosse possível. “É com muita satisfação que hoje reinauguramos a nossa belíssima escola. Ninguém acreditava que isso fosse possível, mas nosso prefeito Marcelo Roque, junto com a secretária Vandecy, realizaram esse sonho”, comemorou a professora, que aproveitou para agradecer publicamente a diretora da Escola Randolfo Arzua, Nirlane Modesto. “Eles nos receberam com muito carinho e apreço, dividindo seu espaço conosco e foi uma parceira grande para nossa escola”, comentou.

Janice Matoso Correia, presidente da Associação de Pais e Professores da escola, também foi só elogios. “Prefeito, queria agradecer de coração, muito mesmo, porque foi um grande investimento que o senhor fez. Por mais que [o Rocio] seja um local com poucas famílias, muitos filhos de trabalhadores vão ocupar essa escola e deixar filhos, por ser integral ainda. Agradeço muito”, relatou a representante.

A professora Claudina Cristina Dias Godoi tem uma relação de carinho para com a escola. Ela estudou no espaço quando criança e dá aulas lá desde 2003. “A palavra que resume é gratidão, porque ele (o prefeito Marcelo Roque) cumpriu o que nos prometeu. A gente sabe que foi uma luta e tanto”, destacou a educadora. “Só temos a agradecer, principalmente ao prefeito, que se empenhou, junto com os secretários, para que a escola esteja como está agora. A estrutura está maravilhosa, uma escola de primeiro mundo”, afirmou o agente operacional Moacir Batista Cordeiro Filho.
DETALHES DA REVITALIZAÇÃO
A Prefeitura de Paranaguá investiu R$ 2,5 milhões para revitalização do prédio da Escola Municipal Presidente Costa e Silva, que contempla uma área de 1.800 metros quadrados. São 7 salas de aula, 1 para recursos, 1 auditório, 3 para o pólo da Universidade Aberta do Brasil (UAB), 1 biblioteca, 1 laboratório de informática, 1 sala multimeio, 1 almoxarifado, 1 refeitório, 1 pátio amplo, 1 quadra e parque, 1 secretaria, 1 sala para equipe pedagógica, 1 sala de atendimento e área verde. Serão beneficiados 136 alunos ainda em 2019 e uma média de 150 no próximo ano. O espaço terá ainda Educação de Jovens e Adultos e duas salas que serão usadas pela Guarda Civil Municipal.

Anúncio

Paranaguá

Jardim Esperança e bairros vizinhos ganham Ginásio de Esportes

Novo espaço recebeu o nome de Hélio Alves, o Feiticeiro

Publicado

no

Por

Ginásio contemplará diversas atividades esportivas

A Prefeitura de Paranaguá inaugurou, na sexta-feira (6), o Centro de Iniciação ao Esporte no Jardim Esperança, que vai desenvolver mais saúde e incentivar a prática esportiva na região. O novo espaço recebeu o nome do esportista parnanguara, destaque no futebol, João Hélio Alves, o popular “Feiticeiro”.

O homenageado foi presidente do Seleto, técnico de futebol do Rio Branco, Pinheiros, Atlético Paranaense e, no Coritiba, sagrou-se campeão brasileiro em 1985 como supervisor técnico.
“Há 30 anos Paranaguá não inaugurava um ginásio de esportes; o último foi o Albertina Salmon, que estamos reformando e será um dos mais modernos do Estado. A região sul da cidade, onde estão os bairros Jardim Esperança, Vila Garcia, Vale do Sol, entre outros, é o local que mais cresce no município, e já era um anseio da população a descentralização do esporte proporcionando a prática esportiva para toda a comunidade”, enfatizou o prefeito Marcelo Roque.

O local foi construído com recursos próprios da Prefeitura de Paranaguá, que investiu aproximadamente quatro milhões de reais para a edificação de 1.600 metros quadrados, que conta com áreas de apoio para administração, salas de aulas para professores, vestiários com chuveiros, sala de enfermagem, copa, academia e muito mais.
ADMINISTRAÇÃO
A Secretaria Municipal de Esportes (Sespor) será a responsável pela administração deste moderno ginásio, que oferecerá 19 projetos aprovados – futsal, vôlei, basquete e handebol de quadra, judô, karatê, capoeira, taekwondo e jiu-jitsu, dentre outras modalidades esportivas.

O secretário de Esportes, Darlan Janes, agradeceu ao prefeito pelo espaço e por investir e acreditar no esporte. “O esporte está sendo levado a todos os bairros da cidade. Aqui no ginásio João Hélio Alves serão oferecidos 19 projetos das mais diversas modalidades esportivas, movimentando milhares de jovens e adultos. Minha equipe e eu só temos a agradecer pelo incentivo ao esporte”, declarou.

Com a inauguração do Centro de Iniciação ao Esporte João Hélio Alves, no Jardim Esperança, todas as atividades administrativas da Secretaria Municipal de Esportes passam a ser realizadas no local, assim como o Departamento de Fisioterapia, que dá suporte e atendimento aos atletas.
PRESENÇAS
Durante a inauguração estiveram presentes diversos vereadores, secretários municipais, a comunidade, além dos familiares (o filho Paulo Roberto Alves e a esposa Neli Alves) e amigos de João Hélio Alves.

O presidente da Paraná Turismo, Jacob Mehl, que também é ex-presidente do Coritiba e trabalhou com o homenageado, esteve presente na solenidade junto com o jornalista esportivo Valmir Gomes. O porto de Paranaguá foi representado pelo diretor empresarial André Pioli.

HOMENAGEADO
João Hélio Alves foi um parnanguara que brilhou no Futebol Paranaense. Feiticeiro, como foi carinhosamente apelidado, tornou-se um dos técnicos mais vitoriosos do futebol em nosso estado e participou de várias disputas bem sucedidas também no Campeonato Brasileiro.

Hélio Alves foi presidente do Clube Atlético Seleto e em seguida assumiu como técnico do rival, o Rio Branco, o que envolveu bastante polêmica, na década de 1960. Voltou para o Seleto, sendo campeão da zona sul paranaense, em 1964, superando times da capital. Isso fez com que o Coritiba o procurasse. E daí em diante o Feiticeiro seguiu para outros clubes do Estado, como Atlético, Colorado, Pinheiro, Grêmio de Maringá, Londrina e Iraty.

A competência nos gramados fez com que Hélio Alves criasse um estilo próprio e ditasse moda, como o uso de terno e gravata dentro de campo. Ainda em vida ele dizia que Vanderlei Luxemburgo o copiou.

Hélio Alves nos deixou em 2009, mas ficou o legado de um parnanguara que brilhou em muitos gramados pela vida.

MAIS FOTOS DO EVENTO

Continuar Lendo

Paranaguá

IML identifica homem morto a facadas e mulher encontrada em área de mangue

Um havia dado entrada no sábado; o outro neste domingo

Publicado

no

Por

Graziela morreu afogada; William foi assassinado

O Instituto Médico Legal-IML identificou oficialmente dois corpos que estavam sem identificação em Paranaguá. O primeiro, de uma mulher, que havia dado entrada no IML na noite de sábado (7), e o segundo, de um homem, na manhã deste domingo (8).

Graziela Felício Santos Cordeiro, de 40 anos, havia sido encontrada morta em uma área de mangue entre a Rua Odilon Mader e a Avenida Domingos Peneda, no bairro Estradinha. Algumas tatuagens no corpo dela, divulgadas pela imprensa, ajudaram na identificação.

Graziela estaria em situação de rua e, a princípio, teria morrido afogada, já que o local onde o corpo foi achado tem ligação com o Rio Itiberê. Contudo, a Polícia Civil não descarta a hipótese de homicídio.

ESFAQUEAMENTO
O segundo cadáver identificado no IML foi o de William Alexandre Antônio, de 27 anos. Ele morreu no Hospital Regional do Litoral para onde havia sido levado por uma equipe do Siate, por volta das 5 horas desta madrugada, após sofrer ferimentos por arma branca no bairro Jardim Ouro Fino.

William, que era conhecido por “Pato rouco” ou “Patinho” devido a uma traqueostomia que alterou sua voz, era morador do Bairro.

Continuar Lendo

Paranaguá

Culto celebra 21 anos da Guarda Civil Municipal em Paranaguá

Será no sábado (14), na Igreja Batista do Vale do Sol

Publicado

no

Por

Foto: arquivo AL

Na noite do próximo sábado (14), o Núcleo Evangélico de Guardas Civis Municipais de Paranaguá promove o culto de gratidão pelos 21 anos de criação da instituição. O evento acontece na Igreja Batista Vale do Sol, com início às 19h30.

A Guarda Civil Municipal de Paranaguá foi criada através da Lei Municipal nº 2.067 de 17 de dezembro de 1998, pelo então prefeito Mário Manoel das Dores Roque, e nos anos seguintes vem ganhando novos investimentos.

Trata-se de uma organização policial da Administração Municipal, uniformizada e armada, fundamentada na hierarquia e na disciplina, de caráter civil e estruturada em carreira única, disposta em lei complementar.

No ano passado, o aniversário de criação da Guarda Civil Municipal foi celebrada com um culto na igreja Comunidade da Graça, no bairro Estradinha. Este ano será na igreja Batista Vale do Sol, que está localizada na Rua João Estival, no Vale do Sol.

Continuar Lendo
Anúncio
error: Cópia proibida.