Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
Paranaguá

Caminhoneiro é resgatado em cativeiro e quadrilha presa pela PM

AÇÃO POLICIAL FOI NA NOITE DE TERÇA-FEIRA

Agora Litoral
Quatro homens foram presos na noite de terça-feira, 23, em uma ação da Polícia Militar de Paranaguá, que conseguiu libertar um caminhoneiro que era mantido em cativeiro. Na ação foi recuperado um veículo Fiat Punto com registro de roubo em Curitiba e que estava com placas clonadas.

Foram presos Rogerson Thiago Dias Mattos, de 30 anos, morador na Vila Horizonte; Lucas Veiga Ferreira, de 19, residente no Jardim América; Tiarlen Eleandro Oliveira, 32, morador no Jardim Guaraituba, e Dione Javan de Oliveira, de 30 anos, com endereço na Vila São Jorge.

A ação policial teve início por volta das 18h30, quando a Central de Operações do 9º Batalhão (Copom) recebeu uma ligação anônima, relatando que na Rua Balão Sete, no Jardim Paraná, alguns indivíduos estariam com um caminhoneiro refém desde domingo e que ele estava trancado em um quarto.

De imediato as equipes policiais foram ao local indicado e encontraram uma residência, que estava com portão e a porta aberta. Na abordagem, Rogerson e Lucas tentaram fugir, mas foram alcançados dentro da moradia. Na sequência, em um quarto dos fundos da moradia, os militares encontraram o caminhoneiro, de 44 anos, com endereço em Doutor Camargo.

O homem foi encontrado com um capuz na cabeça e, ao perceber a movimentação para a prisão dos suspeitos dentro da moradia, passou a gritar “não me mate”. O homem foi encontrado em estado de choque e, mesmo quando os militares se identificaram, ele ainda não acreditou que se tratava de uma equipe policial.

Casa onde ficou o caminhoneiro

O SEQUESTRO
Ao se acalmar, o caminhoneiro relatou que veio a Paranaguá para descarregar seu veículo e que, quando estava estacionado em um posto de combustível na região do Parque São João, descansando, para seguir viagem no dia seguinte, três indivíduos, todos de posse de arma de fogo, lhe deram voz de roubo e o obrigaram a dirigir até um endereço desconhecido.

O motorista contou que, ao chegar no local, foi colocado um capuz na sua cabeça e não soube informar o prosseguimento do roubo e que só foi desvendado com a chegada dos policiais. O caminhoneiro contou que desde domingo estava sendo ameaçado de morte e que, a todo instante, era agredido.

No momento da abordagem, parou em frente à residência um Fiat Punto, ocupado por Tiarlen e Dione Javan, que ao entrarem na residência e perceberam a presença dos policiais tentaram fugir pulando o muro, mas acabaram caindo e também foram abordados. A dupla teria alegado que foi ao local para falar com o Rogerson, pois o mesmo iria lhe dar um dinheiro e que o caminhão com a carga roubada teria sido levado para o Estado de São Paulo.

Na ação, Dione teria confessado sua participação no roubo, alegando que teria usado um simulacro de pistola. Na casa, os policiais ainda encontraram vários documentos e celulares que os suspeitos não souberam informar a procedência.

Carro usado pela quadrilha

Ao ser feita consulta da placa do Punto, os policiais acabaram descobrindo que era clonado e que se tratava de um veículo tomado em assalto no bairro Boqueirão, na cidade de Curitiba, no dia 26 de agosto do ano passado.

Os suspeitos acabaram encaminhados à 1ª Subdivisão Policial de Paranaguá junto com tudo que foi apreendido, sendo autuados pelos crimes de roubo, receptação, sequestro e cárcere privado, ficando recolhidos no setor de carceragem da Cadeia Pública à disposição da Justiça. Dos quatro, apenas Tiarlen não tinha histórico criminal.

Dione e Tiarlen
Rogerson e Lucas
Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios