Ligue-se a nós

Paranaguá

Acusado de ameaçar avô de 72 anos investe contra PM e é baleado na perna

Agressivo, ele tentou pegar a arma de um policial

Publicado

no

Populares acompanharam a ocorrência

Um rapaz de 22 anos foi baleado na perna, depois de ter sido denunciado por estar ameaçando seu avô, na Rua Rodolfo Affolter, Vila São Vicente, em Paranaguá.

A Polícia Militar foi acionada para dar atendimento à ocorrência e o suspeito, identificado como Fabiano de Lima de Jesus, reagiu à abordagem e, mesmo alvejado, ainda continuou agressivo.

Conforme a ocorrência, por volta das 17h50 de terça-feira (18), a Central de Operações da PM foi acionada para averiguar uma denúncia de que um homem de 72 anos estava sendo ameaçado de morte pelo neto, o qual é usuário de entorpecentes, e também por um amigo do rapaz.

De imediato foi deslocada para o local uma equipe de Rádio Patrulha. Ao chegar, os militares depararam-se com o jovem dentro de casa, bastante alterado.

Os PMs tentaram conversar com Fabiano, mas ele permaneceu o tempo todo agressivo, negando-se a sair da casa e dar sua versão da situação.

Os policiais então solicitaram apoio e uma equipe da Rotam foi ao local, mas o rapaz continuou alterado e passou a ofender os militares com palavras de extremo constrangimento e, da janela da residência, atirou pedras contra eles.

Quando os membros da Rotam foram até a porta da casa, Fabiano ainda se armou com uma barra de ferro e, depois, saiu correndo.

Porém, ao chegar à parte externa da moradia, ele acabou abordado pela equipe de Rádio Patrulha e, neste momento, desobedecendo a ordem de abordagem, tentou tomar a arma de um dos policiais.

Após luta corporal com o militar, Fabiano acabou alvejado com dois tiros na perna e, mesmo ferido, ainda continuou agressivo, inclusive depois de ser dominado.

O policial também sofreu lesões, sendo, inclusive, ferido de raspão no tornozelo por um dos tiros, mas sem gravidade.

Em seguida, Fabiano foi socorrido pelo Samu e encaminhado ao Hospital Regional do Litoral, onde ficou internado sob escolta policial.

Outro rapaz de 25 anos, que seria comparsa do jovem nas ameaças ao idoso, foi abordado na casa e levado à 1ª Subdivisão Policial de Paranaguá.

Avô já foi agredido outras vezes
Na delegacia, o avô de Fabiano informou que já tinha sido agredido pelo neto e que estava vivendo sob ameaças constantes.

O idoso contou ainda que o rapaz se apodera do seu dinheiro e que seu comparsa também estava morando em sua residência, sem seu consentimento.

Durante as diligências, foi apurado pela polícia que Fabiano já tinha registro em boletim de ocorrência por ameaça, maus tratos, lesão corporal, violência doméstica, além de tráfico de drogas, resistência e desacato.

Assim que receber alta médica, o rapaz deverá ser encaminhado ao plantão da 1ª Subdivisão Policial de Paranaguá, para responder pelos crimes praticados.

Deixe seu comentário!

Paranaguá

Garoto sofre atentado a tiros após ser chamado no portão de casa

Foi na noite de domingo; adolescente escapou por pouco.

Publicado

no

Por

Um adolescente de 16 anos foi alvo de disparos de arma de fogo, na noite de domingo (5), depois de ser chamado no portão de sua casa, na Rua Júlio Bovo, no bairro Jardim Social, em Paranaguá.

Apesar do susto, ninguém foi atingido pelos disparos.

Por volta das 21h30, uma equipe da Polícia Militar foi acionada para verificar a situação e, durante deslocamento pelo bairro Porto Seguro, foi abordada pelo adolescente, que é morador no bairro vizinho.

O jovem relatou que estava em casa, quando um indivíduo de pele branca, trajando casaco preto e boné vermelho, chamou pelo seu nome na frente da moradia.

Ele disse que ao sair para verificar quem estava chamando, o suspeito puxou uma arma de fogo e efetuou três disparos em sua direção, fugindo em seguida, em uma bicicleta verde.

O adolescente não chegou a ser atingido pelos tiros e não soube passar informações que pudessem levar ao autor do atentado.

O caso foi registrado em boletim de ocorrência e o menor orientado sobre as providências a serem tomadas.

Continuar Lendo

Paranaguá

GCM socorre gestante em situação de risco na Ilha do Mel

Ela foi transportada para Paranaguá na lancha da corporação

Publicado

no

Por

Na manhã de domingo (5), agentes da Guarda Civil Municipal, que estão em serviço na Ilha do Mel, atenderam a uma gestante em situação de risco na Praia de Encantadas.

A mulher, de 30 anos, foi atendida pela equipe médica na Ilha do Mel, que verificou alterações no batimento cardíaco do bebê.

Por esse motivo e, devido à pandemia do novo coronavírus, ela teve que ser transportada na lancha da GCM até o trapiche do Rio Itiberê, no Centro Histórico de Paranaguá, para que pudesse ser encaminhada ao Hospital Regional do Litoral.
Além da lancha, os profissionais da GCM que atuam na Ilha do Mel contam com duas viaturas elétricas, que são utilizadas nas localidades de Encantadas e Nova Brasília.

Com os veículos e lancha, os agentes podem atender turistas e moradores, além de garantir mais proteção na localidade e ajudar também a prestar socorro aos cidadãos, sempre que necessário.

Continuar Lendo

Paranaguá

Rapaz escapa de atentado a tiros na Serraria do Rocha

Mesmo atingido, ele conseguiu fugir dos pistoleiros.

Publicado

no

Por

Na noite de sábado (4), um rapaz de 25 anos foi vítima de disparos de arma de fogo no bairro Serraria do Rocha, no município de Paranaguá, no Litoral do Paraná.

Luan Luiz Machado Braga foi alvejado por dois tiros e, mesmo ferido, conseguiu fugir dos autores do atentado.

Por volta das 19h40, a Polícia Militar foi chamada para atender a situação e encontrou a vítima ferida.

Aos ser ouvido pelos policiais, o rapaz contou que estava no cruzamento da Avenida Governador Manoel Ribas com a Rua Claudionor Nascimento, quando dois indivíduos, trajando casacos de cor vermelha e bermuda, aproximaram-se e efetuaram cinco disparos em sua direção.

Luan foi baleado no braço direito e costas, mas conseguiu correr em direção a um acesso próximo, conhecido como “Beco do Adelino”, enquanto os atiradores fugiram de bicicleta em direção à Avenida Roque Vernalha.

Uma equipe do SAMU foi ao local e socorreu o jovem, que foi encaminhado para o Hospital Regional do Litoral consciente.

Luan não soube informar o motivo para o atentado e nem passar informações que pudessem levar aos autores.

Os policiais ainda realizaram patrulhamento pela região, mas não localizaram os suspeitos.

Continuar Lendo
Anúncio
error: Cópia proibida.