Filhos da acusada, de seis e dez anos, estariam sendo torturados em rituais malignos. (Foto ilustrativa)

Agora Litoral
Foi preso nesta segunda-feira (9) em Paranaguá, no litoral paranaense, um casal acusado de torturar crianças em rituais de magia negra. Reinaldo Bucenko Junior, de 55 anos, e Claudia Regina Nonnenmacher, de 35, já eram investigados há meses pela equipe do Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes (NUCRIA) com apoio de investigadores da 1ª Subdivisão Policial.

Os dois estariam torturando de forma continuada os dois filhos de Cláudia – uma menina de 10 anos e um menino de 6. De acordo com as investigações conduzidas pelo NUCRIA, havia indícios de que os pais utilizavam seus filhos em rituais de magia negra.

O fato chegou ao conhecimento da Polícia Civil após uma professora ter notado que as crianças apresentavam lesões. A professora procurou a Delegada titular do NUCRIA e fez a denúncia. A partir daí foi iniciada a investigação policial.

Em 19 de maio, os policiais cumpriram um Mandado de Busca e Apreensão na residência do casal, na Estrada do Embocuí, em Paranaguá. No local foram apreendidas anotações semelhantes a rituais de magia negra.

HABEAS CORPUS
As unidades de polícia judiciária da cidade já haviam tentado cumprir anteriormente mandados de prisão temporária expedidos contra Reinaldo e Claudia Regina. Porém, antes do cumprimento da ordem, ambos foram beneficiados por um Habeas Corpus, o que impediu que eles fossem encaminhados imediatamente à justiça.

Contudo, desde sexta-feira (7), as equipes da 1ª Subdivisão Policial e do NUCRIA já buscavam localizar os investigados. Hoje, os dois mandados de Prisão Preventiva, expedidos pela 1ª Vara Criminal de Paranaguá, foram cumpridos. As crianças ficaram sob a responsabilidade dos avós.

COLETIVA
Às 10 horas desta terça-feira (10), em entrevista coletiva, o NUCRIA e a Polícia Civil de Paranaguá darão maiores detalhes sobre as prisões de Reinaldo Bucenko Junior e Claudia Regina Nonnenmacher.

>> Deixe sua opinião