Carreta foi abordada na BR-369. (Foto: Divulgação Polícia Rodoviária Federal)

Agora Litoral
A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu 700 mil carteiras de cigarro contrabandeadas do Paraguai na tarde de quarta-feira (15) em Cornélio Procópio, na região norte do Paraná.

Avaliada em R$ 3,5 milhões, a carga ilícita era transportada por uma carreta que foi abordada na BR-369.

O motorista, com 55 anos de idade, demonstrou nervosismo durante a abordagem policial. A contagem do cigarro apreendido foi concluída dois dias após pela Receita Federal.

Ao abrir as portas do semirreboque, os agentes da PRF constataram que o veículo estava completamente carregado com caixas de cigarro.

Tanto os documentos do caminhão e do semirreboque quanto a nota fiscal apresentados pelo motorista tinham indícios de falsificação. Os agentes da PRF constataram que as marcações do chassi de ambos os veículos também foram adulteradas.

Aos policiais rodoviários federais, o motorista disse que pegou a carga em Terra Roxa (PR) e que a entregaria em São Paulo (SP).

Durante a abordagem do caminhão, os agentes da PRF apreenderam também um automóvel Toyota Corolla, cujo motorista, de 37 anos de idade, fazia o papel de batedor, avisando o caminhoneiro sobre a eventual presença de policiais ao longo do trajeto.

A PRF encaminhou a ocorrência para a Delegacia da Polícia Federal em Londrina.

O crime de contrabando tem pena prevista de dois a cinco anos de prisão.

VEJA O VÍDEO

>> Deixe sua opinião