Em uma única ação, Denarc apreende 10% de toda a maconha recolhida no Paraná em 2017

Agora Litoral
Uma investigação em cima de uma quadrilha de tráfico de drogas levou a apreensão de 5,7 toneladas de maconha na PR-463, no município de Nova Esperança, região Noroeste do Estado. O montante corresponde a quase 10% do total da droga recolhida no Paraná em 2017, que chegou a 67 toneladas. Foi a maior apreensão do ano até agora.

Policiais da Divisão de Narcóticos da Polícia Civil do Paraná, do núcleo de Maringá, encontraram a droga depois de interceptar um caminhão que transportava uma carga de adubo. A maconha estava escondida embaixo da carga.

Caminhão que transportava as 5,7 toneladas da droga

Além do caminhão, os policiais interceptaram um carro modelo Sportage que agia como batedor – avisando o caminhoneiro sobre a presença da polícia rodoviária na estrada. Além do motorista do caminhão, um casal que estava no veículo foi preso. Um deles tinha passagem pela polícia pelo crime de contrabando. O trio vai responder por tráfico de drogas e associação para o tráfico. As investigações prosseguem para identificação de outros envolvidos no crime.

A prisão ocorreu com a ajuda da Polícia Rodoviária Federal de Porto Camargo e agentes do Departamento de Operações de Fronteira (DOF), do Mato Grosso do Sul. De acordo com o delegado da Denarc, Gustavo de Pinho Alves, as quase 6 toneladas de maconha saíram do Mato Grosso do Sul e tinha como destino o Paraná e o estado de Goiás.

“Uma pequena parte deste carregamento ficaria aqui na região de Maringá e a grande parte seguiria párea Goiás”, explicou o delegado. “A quadrilha agia, principalmente, em Paranavaí e Loanda, mas tinha ramificação no Mato Grosso do Sul”, completou Alves.

Apreensões – Além das 67 toneladas de maconha apreendidas pela Denarc em 2017, o intenso trabalho da polícia tirou de circulação 394 quilos de maconha, 136 quilos de crack, 38 quilos de haxixe, além de 13.870 pontos de LSD, 5.406 comprimidos de ecstasy e 22 frascos de lança-perfume.

>> Deixe sua opinião