Felipe Rodrigues, em foto do perfil no facebook

Agora Litoral
A madrugada desta sexta-feira (9) foi sangrenta na Vila Guarani, em Paranaguá. Enquanto os policiais davam atendimento ao assassinato de Bruno Bernardo da Silva, na Rua Adélio Correia – morto com três tiros ao abrir a porta de sua casa para atender um chamado – um homem foi vítima de uma tentativa de homicídio, a apenas quatro quadras do local da morte de Bruno.

A vítima foi identificada como Felipe Rodrigues Gonçalves, de 20 anos, morador no bairro, o qual foi socorrido pelo SAMU na Rua Eugênio José de Souza e encaminhado ao Hospital Regional do Litoral para atendimento médico.

Conforme a ocorrência, quando se encontravam no local onde Bruno foi assassinado, policiais militares e guardas civis municipais ouviram tiros e se deslocaram na direção dos disparos para verificar o que estava acontecendo.

No trajeto eles encontraram Felipe ferido, na companhia de outro homem.

Em suas declarações, Felipe contou que se encontrava na Praça da Vila Guarani, quando dois indivíduos ocupando bicicletas se aproximaram e, em seguida, abriram fogo em sua direção.

O rapaz disse que os autores do atentado estavam trajando roupas pretas e brancas, mas não soube passar outras informações que pudessem levar a alguém ligado ao crime ou à sua motivação.

Felipe acabou alvejado com um tiro na região lombar e, até o início da tarde, permanecia internado em estado estável.

NOTÍCIA RELACIONADA

Ao atender chamado no portão, rapaz é morto a tiros

>> Deixe sua opinião