Moradores estão mobilizados contra novo local

Agora Litoral

Autoridades, organizações de defesa da sociedade e moradores do entorno do Aeroparque, o maior espaço de lazer de Paranaguá, no litoral do Paraná, não gostaram do local escolhido pelo Governo do Estado para erguer a Delegacia Cidadã naquela área. Segundo eles, o prédio deve ser construído ao lado do quartel do 9º Batalhão de Polícia Militar (9ºBPM).

A mobilização da cidade iniciou tão logo a empresa encarregada instalou os primeiros tapumes para começar a obra.

Os moradores já fizeram reuniões e obtiveram apoio do prefeito Marcelo Roque e do Observatório Social, que requereu oficialmente ao governador Beto Richa a interrupção da obra por ela não respeitar o edital de licitação e estar sendo levantada em outro local do Aeroparque, “num espaço que tradicionalmente é utilizado para momentos de lazer e descontração de crianças e familiares, com atividades ligadas ao esporte”.

“Considerando (…) que a referida obra está sendo executada no endereço Rua Domingos Peneda 2628 e não na Rua Domingos Peneda nº 2050 como consta no aludido edital, solicita-se interrupção da obra de construção da Delegacia Cidadã do município de Paranaguá”, diz a correspondência do Observatório Social ao governador Beto Richa.

Da mesma forma, e também nesta sexta-feira (12), o Prefeito encaminhou ofício ao Governador do Paraná solicitando que a Delegacia Cidadã “seja construída ao lado do 9º Batalhão da Polícia Militar, não prejudicando assim as áreas de lazer já instaladas no município”.

Obra está começando e já causou insatisfação

ESTUDO DE IMPACTO

Afora o fato de se apropriar de áreas utilizadas como lazer pela população de Paranaguá, os moradores lembram que o novo local da obra não possui Estudo de Impacto da Vizinhança (EIV), mas a área do 9º BPM tem, e que por isso haviam concordado com a obra ao lado do quartel. O EIV analisa os impactos à qualidade de vida urbana, na vizinhança do empreendimento.

Prédio ocuparia espaço de lazer na cidade (Fotos: Claudino Nunes/AL)

PRÓXIMOS PASSOS

Afora as primeiras atitudes, uma comitiva de Paranaguá deverá pedir apoio aos deputados estaduais para o impasse. Também o prefeito Marcelo Roque já teria solicitado uma audiência com o governador Richa para discutir o assunto.

NOTÍCIA RELACIONADA

Autorizado início da obra da Delegacia Cidadã de Paranaguá

>> Deixe sua opinião