Agora Litoral
A escola de samba Leão da Estradinha foi a segunda a se apresentar no Carnaval de Paranaguá “Essa folia tem história”, na madrugada deste sábado para domingo. Com um total de 250 integrantes a agremiação teve o enredo “Tim Tim – Um brinde à nossa saúde e à nossa alegria”. Animou milhares de pessoas que acompanharam o primeiro dia de festejos de Momo na cidade-mãe do Paraná.
Campeã do Carnaval de Paranaguá por duas vezes, em 2011 e 2013, a Leão da Estradinha levou para a Avenida do Samba oito alas, três carros alegóricos e uma bateria com 60 ritmistas. Presidida por Dicesar Tramujas a escola foi fundada em 24 de junho de 1994. Leva as cores vermelho e branco, as mesmas do Rio Branco Esporte Clube.

As alas abordaram a temática das bebidas, como o saquê, no Japão; tequila, no México; o chopp, na Alemanda; o vinho, na Itália; o uísque, na Escócia; e a vodka, na Rússia. Também lembraram de tradições, como as que existem no Brasil, de dar “um gole para o santo”.

O carnavalesco responsável pelo desfile da Leões da Estradinha foi Mágico Júnior. O casal de mestre-sala e porta-bandeira foi Willian Santana e Simone Caroline Gomes. Vestidos com coquetel de frutas, destacaram-se na apresentação.

A bateria teve como rainha Mônica Ferreira dos Santos e foi chefiada por Mestre Gordo. Levantou o público no fechamento do primeiro dia do Carnaval de Paranaguá.

PROGRAMAÇÃO DE DOMINGO (11)
Neste domingo segue a programação do Carnaval 2018 com a apresentação do bloco da São Vicente, seguido pelos desfiles de três escolas: Filhos da Gaviões, Acadêmicos do Litoral e União da Ilha.

(Com informações da SeCom/PMP)

>> Deixe sua opinião