Peixes mortos foram encontrados no Rio São João (Foto: Prefeitura de Guaratuba)

Agora Litoral com G1
O Ibama do Paraná proibiu nesta quarta-feira (11) o uso pela população do Rio São João, em Guaratuba, no litoral do estado, por tempo indeterminado.

A restrição abrange atividades de recreação, esportes, pesca e irrigação, de acordo com portaria assinada pelo superintendente Julio Gonchorosky e publicada pelo governo estadual.

O rio foi contaminado por 30 mil litros de óleo diesel e 7 mil litros do produto tóxico Osmose K33, usado na preservação e tratamento de madeira bruta, vazados de um acidente envolvendo três caminhões na BR-376, no dia 6 de abril.

Diante de significativo aumento nas mortes de peixes e como ainda não há informações precisas sobre a extensão da contaminação, segundo o Ibama, optou-se por interditar o uso do rio até a desembocadura da Baía de Guaratuba.

A revogação da proibição fica condicionada a resultados de amostras de qualidade de água, a serem realizadas pelo Instituto Ambiental do Paraná (IAP), determinou o superintendente.

NOTÍCIA RELACIONADA

Órgãos ambientais fazem contenção de produto químico que vazou em rio

>> Deixe sua opinião