Agora Litoral
A escola de samba Filhos do Cartolas foi a primeira a abrir o Carnaval 2018 “Essa folia tem história”, em Paranaguá. Com arquibancadas lotadas na Praça de Eventos Mário Roque a agremiação alegrou milhares de foliões e coloriu de azul e branco a Avenida do Samba.

Com o enredo “Dos seres aos mistérios e lendas do mar, eu canto para desencantar!” a escola de samba teve cerca de 180 integrantes, divididos em seis alas, três carros alegóricos e 43 ritmistas na bateria. Os intérpretes do samba foram Arlindo Farias, Rubens Branca, Luiz Martins, Adilson Tempestade e Eraldo Lacerda.
Fundado em 11 de julho de 2014 o Grêmio Recreativo Escola de Samba Filhos do Cartolas é estreante no Carnaval de Paranaguá. Em anos interiores desfilou sem concorrer e tem entre seus integrantes membros da antiga escola Cartolas de Prata, que já não desfila no Carnaval de Paranaguá há vários anos.

O presidente da escola de samba é Wladimir Roberto Miras. A equipe se empenhou por meses para fazer bonito na avenida. O carro abre alas teve uma sereia em destaque. A escola também usou diversos recursos visuais para impressionar os jurados, com fantasias de luxo, lâmpadas de led e carros alegóricos bastante enfeitados.

ENREDO
O enredo do Filhos do Cartolas conta a aventura do pescador cartolense, enfeitiçado por um sereia, que busca retornar à terra firme a tempo de desfilar na sua escola do coração. “A Filho do Cartolas tem em suas origens a alegria e o amor da comunidade e vem cantar um enredo que busca fazer jus à história e ao Carnaval, pois agrega as figuras do pescador e da sereia, que estão presentes na realidade e folclore cultural”, conforme o histórico do enredo da agremiação.

Uma comissão de carnaval da Filhos do Cartolas foi responsável pelo desfile. O casal de mestre sala e porta-bandeira é Marcos Henrique e Rhuana Aal. Eles interpretaram na avenida Caríbdis e Cila – Guardiões do Mar. São dois seres marinhos protetores dos limites territoriais do mar.

>> Deixe sua opinião