Condições climáticas impedem livre acesso ao Porto de Itajaí

Navegabilidade está “impraticável” segundo a Direção do Porto

Setor de logística está tendo prejuízos com o fechamento do canal de acesso ao Porto de Itajaí

Paranaguá, PR
Agora Litoral

A chuva que atinge Santa Catarina nos últimos dias tem prejudicado o setor de logística do complexo portuário de Itajaí. Sem um sistema para medir com exatidão a velocidade do vento, da correnteza e o tamanho das ondas, a cautela na hora de permitir a movimentação de navios foi a opção dos profissionais que atuam nos portos.

Primeiro foram os ventos e a ressaca que impediram a movimentação de navios no complexo portuário de Itajaí. Depois foi a correnteza que atrapalhou o fluxo das embarcações. No período em que o canal de acesso ao porto foi mantido fechado, por duas semanas no mês de maio, alguns navios tiveram perdas de até 50 mil dólares ao dia, e a tendência é do prejuízo aumentar.

Nesta segunda-feira (5), a direção do Porto de Itajaí emitiu nota oficial onde confirmou que o Canal da Barra encontra-se fechado e a situação de navegabilidade está “impraticável” devido as fortes correntezas em função de nova elevação no nível dos rios Itajaí-Mirim e Itajaí-Açu.

Ainda de acordo com o comunicado oficial, o monitoramento das condições hidrológicas e da correnteza é feito diariamente pelo Serviço de Praticagem, Capitania dos Portos e Autoridade Portuária e serve para o balizamento das ações a serem tomadas.

O Porto de Itajaí destaca também que a draga chinesa “Xin Hai Niu” está operando com seus serviços de dragagem ininterruptamente, de acordo com as condições operacionais e de segurança, dessa forma minimizando possíveis consequências e  alterações de profundidade.

Draga chinesa está operando com seus serviços ininterruptamente

SEGURANÇA

Por último, a Superintendência do Porto de Itajaí informa que a retomada das manobras de entradas e saídas de navios ao complexo dependerá da melhora das condições climáticas e dos resultados dos constantes monitoramentos que estão sendo feitos, “com a finalidade de retomarmos as operações portuárias com segurança  e tranquilidade”.

>> Deixe sua opinião