Julgamento do ex-deputado Carli Filho (destaque) no Tribunal do Juri, Centro Cívico em Curitiba – Foto: Felipe Ribeiro

Agora Litoral
Começou o julgamento do ex-deputado estadual Luiz Fernando Ribas Carli Filho, 35 anos. E mesmo favorecido por uma decisão monocrática, que o dispensa de comparecer ao seu próprio julgamento, ele está presente no Tribunal do Júri para acompanhar a sessão na tarde desta terça-feira (27). O ex-parlamentar é julgado por dirigir alcoolizado a 190Km/h, numa via urbana, no bairro Mossunguê, em Curitiba, e causar o acidente que tirou a vida dos jovens Gilmar Yared e Carlos Murilo de Almeida, na madrugada do dia das mães de 2009.

O futuro do ex-deputado será definido por sete jurados nos próximos dois dias.

Entenda o caso
No dia 7 de maio de 2009, o Passat do então parlamentar decolou pela Avenida Monsenhor Zanlorenzi, no Mossunguê, e caiu sobre o Honda Fit em que estavam Gilmar Rafael Yared, de 26 anos, e Carlos Murilo de Almeida, de 20, matando ambos na hora. O político dirigia a 190km/h, sendo que o limite da via era de 60km/h, e estava com a carteira de habilitação suspensa, além de 30 multas acumuladas, incluindo 23 por excesso de velocidade. Um exame, depois descartado dos autos, indicou que ele tinha bebido. O resultado foi de 7,8 decigramas de álcool por litro de sangue, quantidade cerca de quatro vezes maior que o limite permitido à época, de dois decigramas.

O Agora Litoral acompanhará o desenrolar deste julgamento que tem repercussão nacional.

Com informações da Banda B e portal Terra

>> Deixe sua opinião