Vinícius é campeão brasileiro da modalidade nos 100m, 200m e 400m e estuda no Arthur Miranda Ramos

Paranaguá, PR
Agora Litoral

O atleta paraolímpico Vinícius Cabral, de 15 anos, da Associação Paralímpica de Paranaguá, no litoral do Paraná, rompe barreiras e batalha para ver se consegue participar do Mundial de Petra – o esporte em que ele foi campeão brasileiro em 2016 nos 100m, 200m e 400m. O Mundial será realizado na Dinamarca.

Vinícius está entre os três melhores da categoria e foi convidado a representar o Brasil no evento. O problema é que ele não tem condições financeiras nem patrocínio. As despesas com a viagem chegam a R$ 30 mil. Para conseguir juntar o dinheiro, ele e os pais, Madalena e Manoel, tentam vender uma rifa de uma bicicleta.

A campanha está praticamente no início. Cada número da rifa custa R$ 5,00 e a bicicleta Tropical será sorteada no dia 1º de Julho. Maiores informações com a mãe do Vinícius. Whats Madalena 41 98502-2890

Vinícius com a mãe e apoiadora Madalena buscam realizar sonho de participar do Mundial na Dinamarca

CONHEÇA A PETRA

A petra é definida pela Associação Nacional de Desporto para Deficientes como uma modalidade do atletismo na qual os atletas correm com os seus próprios pés apoiando-se a uma armação com três rodas anexadas a um suporte para o seu corpo.

O corredor tem o apoio de um assento e de um suporte para tronco e o guidão é utilizado para direcionar. Não há pedais.

No Campeonato Mundial disputado em 2009, na Dinamarca, o Brasil esteve presente e faturou sete medalhas de ouro.

 

>> Deixe sua opinião