Conversa privada de Ruy Hauer com secretários foi gravada e divulgada em grupos de WhatsApp

Agora Litoral – EXCLUSIVO
O Prefeito de Matinhos, Ruy Hauer Reichert, chamou os vereadores da cidade de “bandidos”, entre outros adjetivos, em reunião na prefeitura com seu secretariado. No áudio, que vazou em grupos do WhatsApp, o Prefeito desabafa e diz que, além dos vereadores, parte da imprensa do município está comprada.

O impasse entre a Prefeitura e a Câmara Municipal de Matinhos vem desde o início da administração de Hauer, que há quase nove meses está imobilizado graças às manobras que seus adversários fazem no Legislativo, impedindo que o Executivo consiga desenvolver um trabalho mais efetivo na cidade.

Na gravação, Ruy Hauer dispara impropérios pra tudo que é lado, e chega a acusar alguns vereadores de só falarem mal da prefeitura, mas gastarem dinheiro de diárias até em locais de prostituição. “Os próprios vereadores dizem que pegam diárias e vão pra zona e pra pqp”, afirmou indignado o Prefeito.

Em outra parte do áudio, o prefeito de Matinhos pediu apoio aos secretários para que permaneçam no cargo e disse que é hora de dar o troco e não fazer mais nenhum favor para os vereadores. “É isso ou entregar a chave do Município na mão desses bandidos e incompetentes”, afirmou Ruy Hauer.

IMPRENSA COMPRADA
No encontro com o secretariado, o prefeito de Matinhos foi além. Lembrou que alguns assessores da Câmara pagam R$300 para alguns veículos de comunicação noticiarem contra a Prefeitura. “E bota imprensa barata nisso”, ironizou Ruy Hauer. Ainda de acordo com o prefeito, o momento é de comprar a imprensa matinhense, já que se vende tão barato.

“Acabou! Vamos pro pau! O povo tem que saber a realidade. Falem o que quiserem, eu não vou segurar mais ninguém”, ordenou o Prefeito aos seus secretários. Ele salientou, ainda, que muitas vezes evitou o confronto para que a cidade não ficasse mal falada na mídia estadual, mas chegou ao seu limite.

REUNIÃO PRIVADA
Em entrevista exclusiva ao Agora Litoral, o prefeito Ruy Hauer lamentou o vazamento de uma reunião privada com o seu secretariado e salientou que entre amigos as pessoas abrem o coração. Ele se disse “esgotado” com esse boicote da Câmara Municipal que já ocorre há muito tempo.

Referindo-se ao falado no encontro com os secretários, disse que “o que aconteceu foi um desabafo entre pessoas de confiança. Não tive a intenção de denegrir qualquer pessoa, mas sim defendi a nossa disposição de trabalhar e fazer o melhor por Matinhos”, explicou.

Quanto ao vazamento do áudio gravado numa sessão privada, Ruy Hauer adiantou que ele já está sendo investigado.

>> Deixe sua opinião