Fato gerador ocorreu em 30 de julho em frente ao Hospital Nossa Senhora dos Navegantes

Agora Litoral
Integrantes da Guarda Municipal de Matinhos, no litoral paranaense, registraram nesta quinta-feira (10) um boletim de ocorrência na delegacia da polícia civil contra o secretário de saúde Dejair Alves de Camargo por um fato ocorrido no último dia 30 de julho em frente ao Hospital Nossa Senhora dos Navegantes.

Segundo consta no B.O. – e é relatado por alguns dos GMs -, eles foram atender uma solicitação de apoio feita por funcionários do hospital de que um casal estaria depredando o patrimônio público.

Ao chegar no hospital, os Guardas Municipais teriam se deparado com o secretário Dejair Alves de Camargo. Este estaria transtornado, tanto que na frente de várias pessoas teria batido na viatura e ficado na porta tentando impedir que os guardas desembarcassem e fossem até o local da chamada.

De acordo com a denúncia, o secretário de Saúde de Pontal do Paraná ainda teria feito ameaças e ofensas aos guardas. Entre outras coisas, teria dito que faria algumas ligações e que os GMs não serviam para nada.

HUMILHAÇÃO
Para os integrantes da GM, o secretário DEJAIR prevaleceu-se do cargo que ocupa para humilhar, denegrir e assediá-los moralmente.

O fato foi notificado aos superiores dos Guardas Municipais para que, no mínimo, fosse feita uma retratação a toda corporação, o que não ocorreu. E o pior: gerou represálias.

Afirmam os Guardas Municipais que o secretário Dejair, “no auge de sua prepotência”, vem utilizando algumas manobras e artimanhas covardes contra toda a corporação. Ele proibiu, inclusive, os GMs de se alimentar nas dependências do hospital.

OUTRO LADO
O Agora Litoral tentou entrar em contato com o secretário Dejair para ouvir a sua versão dos fatos, mas ele não foi encontrado. O espaço está garantido para o secretário de Saúde de Matinhos.

(Com informações de James Ribeiro)

>> Deixe sua opinião